Cerca

Vatican News
Reunião do Conselho de Cardeais (C9) com o Papa Francisco Reunião do Conselho de Cardeais (C9) com o Papa Francisco  (Vatican Media)

Reforma da Cúria Romana: pronto esboço da nova Constituição Apostólica

O trabalho do Conselho de Cardeais (C9) foi dedicado em grande parte ao estudo do esboço da "Praedicate Evangelium". O Conselho já tem pronto um primeiro texto a ser entregue ao Santo Padre para as apreciações que considerar oportunas, úteis e necessárias.

Cidade do Vaticano

Concluiu-se esta quarta-feira (13/06), no Vaticano, o encontro do Conselho de Cardeais (C9) com o Papa Francisco. Realizada nos dias 11, 12 e 13 de junho, tratou-se da XXV reunião. Encontravam-se presentes todos os membros, exceto o cardeal australiano George Pell. O Santo Padre não esteve presente na manhã desta quarta-feira devido a audiência geral. Foi o que informou numa coletiva o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke.

Constituição Apostólica "Praedicate Evangelium"

As sessões realizaram-se pela manhã, das 9h às 12h30 locais, e, na parte da tarde, das 16h30 às 19h. O trabalho do Conselho foi dedicado em grande parte ao estudo do esboço da nova Constituição apostólica da Cúria Romana, cujo título provisório é Praedicate Evangelium. O Conselho de Cardeais já tem pronto um primeiro texto a ser entregue ao Santo Padre para as apreciações que considerar oportunas, úteis e necessárias.

Avaliação da implementação das reformas nos cinco anos de trabalho

O Conselho avaliou como, segundo um princípio de gradualidade, várias partes da reforma em andamento da Cúria foram feitas implementadas nos cinco anos de trabalho.

O secretário do Conselho para a Economia, Mons. Brian Ferme, apresentou a reforma da estrutura financeira-organizativa da Santa Sé e do Governatorato (organismo que exerce o poder executivo no Estado da Cidade do Vaticano, ndr).

 

Avanços da reforma da estrutura financeira-administrativa da Santa Sé e do Governatorato

Ademais, após ter ilustrado os objetivos e os princípios fundamentais, entre os quais evitar desperdícios, favorecer a transparência, assegurar a correta aplicação dos princípios contábeis, seguir o princípio de dúplice supervisão e os padrões internacionais, Mons. Ferme evidenciou os seguintes pontos positivos:

- um procedimento uniforme para a preparação dos orçamentos e balanços;

- uma maior atenção às despesas;

- Uma maior cooperação e compreensão da reforma financeira;

- uma mudança gradual de mentalidade acerca da transparência e responsabilidade.

Próxima reunião marcada para setembro

Por fim, o cardeal estadunidense Sean Patrick O’Malley atualizou os presentes sobre o trabalho da Pontifícia Comissão para a Tutela dos Menores. A próxima reunião do Conselho de Cardeais se realizará nos dias 10, 11 e 12 de setembro deste ano.

13 junho 2018, 15:38