Versão Beta

Cerca

Vatican News
Papa e os refugiadco africanos Papa e os refugiadco africanos  (caritas internationalis)

Papa ao almoço da Caritas: mais partilha e fraternidade com os migrantes

"Criem espaços de partilha para uma fraternidade renovada": a mensagem do Papa para o almoço com migrantes no refeitório da Caritas de Roma, no âmbito da campanha “Share the journey”. Presente no evento cerca de 100 pessoas entre migrantes, refugiados, representantes do mundo institucional, político, social e eclesial.

 

Cecilia Sepia - Cidade do Vaticano

"Desejo encorajar vocês da Caritas, a comunidade de fiéis com o seus pastores, e todas as pessoas de boa vontade a sempre criarem novos espaços de partilha, para que de nossos encontros possa surgir uma renovada fraternidade com os migrantes e os refugiados": é quanto escreve o Papa na sua Mensagem enviada a todos os que participaram nesta terça-feira (19/96) do almoço no refeitório da Caritas "São João Paulo II", na Estação Termini de Roma. O evneto foi organizado no âmbito da campanha de ação global “Share the Journey" – Compartilhe a viagem -, promovida pela “Caritas Internationalis”, de 17 a 24 de junho, e lançada pelo próprio Pontífice em 27 de setembro do ano passado, durante uma Audiência geral na Praça São Pedro.

Diálogo e partilha

Um momento de festa e partilha com uma centena de migrantes de todas as religiões e nacionalidades que, sentados à mesa, e servidos por voluntários da Caritas, comeram e brindaram com representantes do mundo político, institucional e eclesial, dialogando com eles, contando histórias, às vezes dramáticas e comoventes, que os forçaram a deixar suas terras para escapar da guerra, da fome e da perseguição, dos desastres ambientais causados pelas mudanças climáticas.

Prosseguir o caminho

Pequenos gestos, pequenas ações de comunhão e compreensão, como segurar uma faixa que invoca hospitalidade, comer um prato de massa, levantar as mãos ao lado dos migrantes, imagem simbólica da campanha "Compartilhar a viagem", para nos lembrar que somos uma só e única família no mundo e que precisamos uns dos outros, mas também para criar uma onda de solidariedade capaz de mover as pedras da indiferença, do preconceito, do medo e, dar finalmente, respostas concretas a quem pede ajuda. "Com esta Mensagem – escreve ainda o Papa no texto lido aos convidados por Mons. Enrico Feroci, diretor da Caritas Roma - desejo encorajá-los a continuar o seu caminho com os migrantes e os refugiados e a compartilhar novamente uma refeição com eles".

As esperanças do caminho

Francisco abençoa de coração este especial refeitório e acrescenta: "Como Caritas, vocês acolheram o convite para lançar uma iniciativa de conscientização em escala mundial em apoio aos migrantes e refugiados: é a campanha "Compartilhar o caminho", que inauguramos juntos no dia 27 de setembro passado. Hoje, gostaria de convidar todos - migrantes, refugiados, agentes Caritas e instituições - a compreender as características deste percurso que mais marcaram vocês: qual esperança anima o seu caminho? Procurem compartilhar esse pensamento e festejar o que temos em comum".

Acolher, proteger, promover, integrar

Acolher, proteger, promover, integrar, os 4 verbos de ação ditados pelo Papa para enfrentar o fenômeno migratório, estiveram também no centro deste encontro de diálogo e partilha, às vésperas do Dia Mundial do Refugiado, (celebra nesta quarta-feira 20/06), que se concluiu com o forte e belo testemunho de uma família italiana da paróquia de São Fumêncio, que hospedou um jovem de origem nigeriana, acolhendo-o como um filho. Participaram do evento, que será replicado em muitas paróquias e dioceses do mundo, além dos responsáveis da Caritas Internationalis, entre os quais o secretário geral da organização, Michel Roy, muitos representantes da Santa Sé e chefes de dicastério, embaixadas, vereadores da Município de Roma e outras organizações pró-migrantes, como a Comunidade de Sant'Egidio e Save The Children.

Ouça a reportagem
19 junho 2018, 10:48