Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Igreja de Loppiano, vista aérea da comunidade Igreja de Loppiano, vista aérea da comunidade 

Papa visitará Loppiano quinta-feira, 10 de maio

Na cidade vivem cerca de 850 pessoas: famílias, jovens, sacerdotes e religiosos/as que seguem o modelo de convivência do Movimento dos Focolares baseado nos valores evangélicos de solidariedade e fraternidade. Visita do Papa será transmitida ao vivo.

Cidade do Vaticano

Tudo pronto na pequena cidade de Loppiano para a visita do Papa Francisco, quinta-feira, 10 de maio.

Loppiano surgiu em 1964 nas colinas da região italiana da Toscana, perto de Florença. Com cerca de 850 habitantes, jovens, famílias, sacerdotes e religiosos de 65 países dos cinco continentes, a cidade foi a primeira das 24 criadas em todo o mundo pelo Movimento dos Focolares. Sua composição internacional e multicultural faz de Loppiano um laboratório de convivência entre pessoas de idades, condições sociais, tradição, cultura e crença religiosa diferentes.

Será a primeira visita de um Papa à cidade depois de João Paulo II em 1989 e para a presidente Maria Voce, que o receberá junto com o bispo de Fiesole, Dom Mario Meini, “será sobretudo um impulso para intensificar o compromisso de viver o amor e a unidade enraizados no Evangelho. Desejamos que o Papa Francisco encontre um sopro de Evangelho vivido quando chegar em Loppiano. E agora que a notícia começa a se difundir nas comunidades do Movimento, esta alegria e este empenho serão compartilhados no mundo inteiro”. 

“ Francisco não vai encontrar somente os 850 habitantes, mas uma representação da família mundial do Movimento ”

“A ele faremos perguntas sobre temas como o a formação dos jovens à cultura da fraternidade; a contribuição do modelo de convivência de Loppiano para o anúncio da mensagem cristã e a superação de barreiras, nacionalismos e preconceitos”.

O Movimento

O Movimento dos Focolares teve início em Trento, na Itália, em 1943 quando uma jovem, chamada Chiara Lubich, decidiu dedicar sua vida a Deus, com um voto de consagração no dia 7 de dezembro daquele ano.

Esta “constelação” coloca no centro da própria ação o diálogo e um estilo de vida voltado a construir unidade e paz. Conta mais de 2 milhões de membros pertencentes a muitas Igrejas Cristãs, além de outras crenças e inspirações leigas.

O Brasil foi o primeiro país, depois das nações europeias, a acolher a mensagem de unidade e fraternidade do Movimento dos Focolares, num tempo quando a desigualdade social era ainda maior do que hoje e havia a urgência de uma radical mudança na sociedade.

Brasil: o berço da Economia de Comunhão

Os Focolares promovem cerca de mil obras sociais em diversos países e 800 empresas no mundo aderem os princípios da “Economia de Comunhão”.

Foi no Brasil que, em 1991, Chiara Lubich, tocada pelos graves problema sociais, lançou as bases de uma verdadeira revolução no âmbito econômico com a Economia de Comunhão (EdC), projeto conhecido atualmente no mundo inteiro. E perto de São Paulo, nasceu o primeiro “laboratório” da EdC: o Polo empresarial Spartaco.

O Programa da visita do Papa

Às 10h, Francisco chegará de helicóptero à esplanada de Loppiano e irá de automóvel ao Santuário Maria Theotókos para uma oração. O Papa levará flores à imagem de Nossa Senhora e abençoará alguns dons na sacristia. No pátio diante do Santuário, se reunirá em diálogo com alguns moradores, ao som de músicas executadas por artistas de nacionalidades e crenças diversas.

A presidente Maria Voce fará uma saudação e o Papa assistirá a uma ilustração do “pacto de convivência” da pequena cidade. Em seguida, trinta cidadãos entregarão os dons ao Pontífice, saudando-o pessoalmente. O Papa abençoará todos e se dirigirá ao heliporto para retornar ao Vaticano antes das 12h.

A visita poderá ser acompanhada ao vivo, a partir das 5h (horário de Brasília) aqui.

Ouça e compartilhe

 

Photogallery

Confira imagens da cidade de Loppiano
08 maio 2018, 07:43