Cerca

Vatican News
Incêndio tomou conta do centro comercial Incêndio tomou conta do centro comercial  (ANSA)

Incêndio mata dezenas de crianças na Sibéria: a tristeza do Papa

Confiando os falecidos, especialmente as diversas crianças que perderam a vida, ao amor misericordioso de Deus todo-poderoso, o Papa assegura suas orações a todos os que choram suas perdas.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco enviou uma mensagem na manhã desta segunda-feira (26/03), ao saber do incêndio que atingiu domingo (25/03) um shopping da cidade russa de Kemerovo, na Sibéria, a mais de 3.000 km de Moscou. Até o momento, o número de mortos alcança 64. Seis pessoas seguem desaparecidas.

Quatro pessoas foram detidas no inquérito que apura o acidente, entre eles o proprietário. Há suspeitas de negligência e violação das normas de segurança.

“ Profundamente entristecido pela notícia do incêndio que atingiu o centro comercial ‘Kemerovo’, na Sibéria, o Papa Francisco expressa o seu mais profundo pesar por todas as pessoas que foram atingidas com a tragédia. Confiando os falecidos, especialmente as diversas crianças que perderam a vida, ao amor misericordioso de Deus todo-poderoso, o Papa assegura suas orações a todos os que choram suas perdas. Assegurando sua proximidade espiritual às autoridades e aos socorredores que ajudam os feridos e prosseguem a busca dos dispersos, o Papa invoca a benção de Deus de paz e de consolo ”

Causas do incêndio

Segundo algumas fontes, as chamas se originaram em um dos cinemas, que ficava no quarto e último andar do shopping, mas de acordo com outras, o incêndio pode ter começado depois que uma criança acendeu um isqueiro em uma área de lazer.

Os bombeiros demoraram mais de seis horas para controlar as chamas, que afetaram uma área de 1.500 metros quadrados. Segundo a Reuters, parte do teto do estabelecimento desabou, o que tornou mais difícil o acesso aos andares superiores.

Detidos

A porta-voz do Ministério de Situações de Emergência da Rússia (CIR), Svetlana Petrenko, informou a detenção de quatro pessoas no inquérito aberto em relação ao acidente, incluindo o proprietário do shopping.

De acordo com investigações preliminares, o alarme de incêndio não foi acionado. Por isso, as pessoas que estavam no shopping só perceberam o fogo quando uma fumaça densa tomou conta do prédio.

Testemunhas citadas pela imprensa russa também afirmam que muitas pessoas não conseguiram deixar o local porque as saídas de emergência estavam trancadas. Os investigadores trabalham com a possibilidade de que tenha havido negligência e violação das normas de segurança.
 

Photogallery

Confira imagens da tragédia
26 março 2018, 16:28