Cerca

Vatican News
Papa Francisco e Patriarca Tawadros II Papa Francisco e Patriarca Tawadros II  

Papa ao núncio no Egito: fazer crescer diálogo e fraternidade

O Papa Francisco recebeu em audiência na segunda-feira (12/3), o núncio apostólico na República Árabe do Egito, Dom Bruno Musarò: cresce o diálogo com os muçulmanos e a ligação com os coptas ortodoxos

Cidade do Vaticano

O Egito, o diálogo inter-religioso e a proximidade à população: estes são os temas abordados pelo Papa na audiência desta segunda-feira com Dom Bruno Musarò, núncio Apostólico na República Árabe do Egito e delegado da Santa Sé junto à Liga dos Estados Árabes.

Diálogo e fraternidade, a linha do Santo Padre

“Com o Papa, enfrentamos principalmente as questões relativas à situação das comunidades católicas no Egito, muito simples e muito fiéis à figura do sucessor de Pedro; depois o Papa quis recordar as relações hoje muito próximas com os coptas ortodoxos e com os muçulmanos”. Foi o que disse, Dom Musarò, que enfatiza com alegria quanto, por exemplo, a data do encontro do Papa com o Patriarca Tawadros II imediatamente após a eleição em 2013, tornou-se uma festa geral do país ou o quanto o Grande Imã de Al-Azhar conserva da visita ao Vaticano e do almoço na Casa Santa Marta com Francisco uma bonita lembrança, como de um “gesto simples e espontâneo”.

O Egito no caminho da estabilidade

O núncio tem no coração a situação atual no Egito, que descreve como um país que está se preparando para as eleições presidenciais com a certeza, ou quase, de um novo voto para o atual presidente Abdel Fattah al Sisi: as pessoas vão “escolhê-lo novamente” e com ele - disse – “também o apoio de toda a Igreja local”. Em muitas áreas ainda existe, especialmente no Sinai, isolamento, fome e falta de trabalho, mas, diz o núncio, o governo está trabalhando para “aumentar o bem-estar geral” e as esperanças são que gradualmente isso aconteça. Dom Musarò também cita a campanha antiterrorismo realizada pelo presidente no norte do Sinai, na esperança de que em breve possa erradicar a presença dos extremistas.

A importante presença na Liga dos Estados Árabes

A presença do núncio como delegado da Santa Sé na Liga dos Estados Árabes é importante e potencialmente cheia de frutos: “não falamos sobre isso com o Papa”, ressalta, mas a presença é importante também em nível humano e religioso. Até agora, não houve oportunidades específicas de intervenção - explica -, mas há envolvimento nas questões mais importantes da Liga, como a crescente tensão entre israelenses e palestinos.

Núncio Apostólico no Egito sobre encontro com o Papa
13 março 2018, 12:38