Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Cardeal Keith Michael Patrick O'Brien Cardeal Keith Michael Patrick O'Brien 

Papa: telegrama de pesar pela morte do Cardeal O’Brien

Telegrama do Papa Francisco ao Arcebispo de Santo André e Edimburgo, na Escócia, Dom Leo W. Cushley, pelo falecimento do Cardeal Keith Patrick O'Brien.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco enviou um telegrama de pesar ao Arcebispo de Santo André e Edimburgo, na Escócia, Dom Leo W. Cushley, pelo falecimento do Cardeal Keith Patrick O'Brien.

No texto, o Pontífice manifesta suas condolências à família do purpurado e a todos aqueles que choram a sua morte.

O Papa recomenda “a sua alma ao amor misericordioso de Deus”, assegura as suas orações pela Arquidiocese de Santo André e Edimburgo e concede sua a “bênção apostólica como sinal de paz e consolo em nosso Senhor Jesus Cristo”.

O cardeal tinha 80 anos

O Cardeal O'Brien estava internado no Royal Victoria Hospital de Newcastle-upon-Tyne, no Reino Unido. Ordenado sacerdote, em 1965, e bispo em 1985, foi também presidente da Conferência Episcopal da Escócia. Foi criado cardeal, em 2003, por São João Paulo II.

Renúncia aos direitos do cardinalato

Em 20 de maio de 2015, o Papa Francisco aceitou a renúncia aos direitos e prerrogativas do cardinalato, expressas nos cânones 349, 353 e 356 do Código de Direito Canônico, apresentada pelo cardeal escocês, que admitiu ter sido protagonista de abuso sexual.

“Com essa medida”,  afirma o comunicado, “o Papa mostra a todos os fiéis da Igreja na Escócia a sua solicitude pastoral e os encoraja a prosseguir com confiança no caminho da renovação e da reconciliação”.

Pedido de perdão

Numa nota divulgada em março de 2013, o Cardeal O’Brien afirmou: “Houve momentos em que a minha conduta sexual caiu dos padrões de expectativas que existiram para mim como sacerdote, arcebispo e cardeal.”

“Peço desculpas e perdão aos que ofendi. Também peço desculpas à Igreja católica e aos escoceses. Passarei o resto da minha vida aposentado e não terei nenhum outro papel na vida pública da Igreja católica na Escócia.”

O’Brien também renunciou a participar do Conclave de 13 de março 2013, que elegeu o Papa Francisco.

Telegrama do Papa morte do cardeal O'Brien

 

20 março 2018, 15:58