Cerca

Vatican News
Anunciadas duas visitas pastorais do Papa Anunciadas duas visitas pastorais do Papa  (Vatican Media)

Anunciadas duas visitas pastorais do Papa na Itália

Papa Francisco visitará no primeiro semestre de 2018 as regiões da Puglia e da Toscana. Em Loppiano, conhecerá a sede do Movimento dos Focolares.

Cidade do Vaticano –

A Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou esta sexta-feira (02/02) duas viagens do Papa Francisco em território italiano no primeiro semestre de 2018.

No dia 20 de abril, o Pontífice irá à região da Puglia, para visitar as cidades de Alessano, na Diocese de Santa Maria de Leuca, e Molfetta, nos 25 anos da morte de Dom Tonino Bello.

Papa: visitas pastorais na Itália

Já no dia 10 de maio, o Papa realizará uma visita pastoral a Nomaldelfia, na Toscana, onde encontrará a comunidade fundada por Pe. Zeno Saltini; e a Loppiano (Florença) para visitar a cidadezinha internacional do Movimento dos Focolares.

Em Loppiano, o Pontífice será acolhido pelo bispo de Fiesole, Dom Mario Meini e por Maria Voce, presidente do Movimento, que assim reagiu ao comunicado da Santa Sé:

“Esta notícia me surpreendeu e me deu uma profunda alegria. É uma grande honra para o Movimento dos Focolares receber, entre nós, a visita de um Papa, em uma das nossas cidadezinhas. Mas é sobretudo um impulso para intensificar o empenho em viver o amor e a unidade, enraizados no Evangelho. Desejamos que o Papa Francisco encontre um sopro de evangelho vivido quando chegar a Loppiano. E agora que a notícia começa a difundir-se nas comunidades do Movimento, esta alegria e este empenho serão compartilhados no mundo inteiro.”

Movimento dos Focolares

Loppiano é a primeira das cidadezinhas dos Focolares. Surgiu perto de Florença, em 1964, nas colinas toscanas. Atualmente conta com cerca de 850 habitantes: homens e mulheres, famílias, jovens e adolescentes, sacerdotes e religiosos, de 65 países dos cinco continentes, inclusive do Brasil.

Mais da metade de seus habitantes reside ali permanentemente e os demais frequentam uma das 12 escolas internacionais que preveem um período de 6 a 18 meses. A composição internacional e multicultural de seus habitantes, que vivenciam a lei do amor mútuo, faz de Loppiano um laboratório de convivência entre pessoas de diversas idades, condições sociais, tradição, cultura e crença religiosa.

 

02 fevereiro 2018, 12:28