Versão Beta

Cerca

Vatican News
Audiência do Papa Francisco aos dirigentes e funcionários dos Correios Italianos Audiência do Papa Francisco aos dirigentes e funcionários dos Correios Italianos 

Papa recebe Correios Italianos: a verdadeira riqueza reside nas pessoas

No seu discurso o Papa Francisco recordou que os Correios Italianos “estão ligados de uma maneira inseparável à vida e à história da Itália: acompanhou os seus eventos, a partir de seu nascimento como Estado único".

Silvonei José – Cidade do Vaticano

“O que é mais importante no trabalho de reestruturação e renovação que vocês realizaram, é terem implementado uma estratégia de empresa fiel à sua vocação original, de estar a serviço dos cidadãos”. Foi o que disse o Papa Francisco na manhã deste sábado recebendo em audiência os dirigentes e funcionários dos Correios Italianos na Sala Clementina do Palácio Apostólico, no Vaticano.

Interagir com os usuários

“Mesmo seguindo uma lógica de mercado - sublinhou o Pontífice – os Correios Italianos colocaram no centro não o lucro mas as pessoas, recordando que todos os serviços oferecidos seriam esvaziados de seus valores se fossem utilizáveis somente por alguns, ou não respondessem às necessidades concretas dos usuários. Isto é ainda mais importante em nosso contexto econômico e social, que com muita frequência visa um lucro
para si mesmo, esquecendo que a verdadeira riqueza reside nas pessoas, e portanto as trata frequentemente como números sem rosto: quem tem um número alto é considerado e respeitado, enquanto quem é considerado um zero é jogado fora. A nossa cultura do descarte, de hoje, reiterou Francisco.

Diante desse drama, consequência do egoísmo e de uma profunda miopia espiritual, vocês são chamados a abraçar sempre a lógica oposta, que coloca ao centro as exigências e o atendimento das pessoas. “Vocês fizeram isso adotando, como critério-guia escolhas estratégias da Empresa, a atenção ao cliente, configurando padrões a serem alcançados no desempenho e na personalização dos serviços, cuidando da formação do pessoal de atendimento e interagindo com os usuários”.

Papa Francisco recordou que os Correios Italianos “estão ligados de uma maneira inseparável à vida e à história da Itália: acompanhou os seus eventos, a partir de seu nascimento como Estado único. Contribuiu - disse - em certo sentido, a mantê-lo unido, mantendo em contato famílias e lugares distantes. Sabemos quanto a comunicação esta no coração da nossa sociedade e como diferentes regiões são capazes de realizar um caminho comum apenas com uma contínua troca de informações e bens. Isso influi diretamente no desenvolvimento econômico de um país, que precisa de serviços eficientes e de qualidade”.

O Papa concluiu o seu discurso agradecendo a oportunidade do encontro e pediu para que não se esqueçam de rezar por ele concedendo a sua bênção a todos os presentes e aos seus familiares.

 

 

10 fevereiro 2018, 13:55