Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco pediu orações pelos cristãos perseguidos Papa Francisco pediu orações pelos cristãos perseguidos  (AFP or licensors)

Papa Francisco pede orações pelos cristãos perseguidos

Francisco se referiu ao Oriente Médio como "terra martirizada".

Cidade do Vaticano –

Na Audiência Geral, o Papa Francisco voltou a falar da Síria, depois do apelo do último domingo no Angelus.

Ao saudar os fiéis de língua árabe, o Pontífice se referiu à Síria, à Terra Santa e ao Oriente Médio como “terra martirizada”. “Devemos rezar por esses irmãos que estão em guerra e pelos cristãos perseguidos, que querem expulsá-los daquela terra! Devemos rezar por esses nossos irmãos e irmãs”, repetiu o Santo Padre.

No domingo, o Papa recordou que este mês de fevereiro foi um dos mais violentos em sete anos de conflito: centenas, milhares de vítimas civis, crianças, mulheres, idosos; hospitais foram atingidos, o povo não pode prover alimentos...


“Irmãos e irmãs, tudo isso é desumano. Não se pode combater o mal com outro mal. E a guerra é um mal. Portanto, dirijo meu veemente apelo a fim de que cesse imediatamente a violência, seja dado acesso às ajudas humanitárias – alimento e medicamentos – e os feridos e os doentes sejam retirados. Peçamos juntos a Deus para que isso se dê imediatamente.”

 

Freira brasileira

 

Em entrevista ao Vatican News, a freira brasileira Laudis, da família religiosa do Verbo Encarnado, relatou o drama vivido pela população. Residente em Aleppo desde 2016, ela afirmou que os sírios estão cansados da violência e lamentou a inércia da comunidade internacional. “Por isso, é realmente muito importante nos unir ao apelo do Papa para que a guerra termine de uma vez”, afirmou Ir. Laudis. 

Ouça a reportagem
28 fevereiro 2018, 11:00