Versão Beta

Cerca

Vatican News
Casal de recém-casados Casal de recém-casados  (Pixabay)

Inaugurada a Cátedra Gaudium et Spes, o Papa: um benefício para toda a Igreja

Papa Francisco: “Pode-se dizer que na Gaudium et Spes, a Igreja soube exprimir uma compreensão profundamente renovada do Evangelho da família, que, através de várias etapas, nos levou ao intenso período sinodal, que resultou na Exortação Apostólica Amoris laetitia”.

Cidade do Vaticano

Papa Francisco: “Pode-se dizer que na Gaudium et Spes, a Igreja soube exprimir uma compreensão profundamente renovada do Evangelho da família, que, através de várias etapas, nos levou ao intenso período sinodal, que resultou na Exortação Apostólica Amoris laetitia”.

Foi inaugurada nesta quarta-feira (24), em Roma a Cátedra Gaudium et Spes no Pontifício Instituto Teológico João Paulo II para as ciências do matrimônio e da família. Em uma carta dirigida a Dom Vincenzo Paglia, grão chanceler deste Instituto, o Papa Francisco enfatiza que a nova Cátedra se insere bem no horizonte da peculiar missão acadêmica dirigida ao casamento e à família. O compromisso de reflexão e de formação ligado a este novo curso - acrescenta o Pontífice -, representa “uma conquista e uma promessa para o seu Instituto, e poderá beneficiar toda a Igreja e também a sociedade civil”.

Da Gaudium et spes a Amoris laetitia

Nós sabemos bem - sublinha o Santo Padre -, que as fundamentais realidades da existência humana, casamento e família “foram colocadas pelos Padres do Concílio em primeiro lugar, entre os problemas contemporâneos particularmente urgentes”. “Podemos dizer - recorda o Santo Padre - que na Gaudium et Spes a Igreja soube exprimir uma compreensão profundamente renovada do Evangelho da família que, através de várias etapas, nos levou ao intenso período sinodal que resultou na Exortação Apostólica Amoris laetitia”.

O Instituto João Paulo II e os novos desafios pastorais

“Esta Cátedra - explica o Papa - pode contribuir para que o seu Instituto esteja na vanguarda dos novos desafios pastorais”. “A extraordinária importância antropológica e social que hoje assume a aliança do homem e da mulher, para abrir um novo horizonte para a convivência humana como um todo, exalta sua vocação original para ser o intérprete da benção de Deus para toda a criação”.

Gerar espaços de encontro e diálogo

Hoje é particularmente importante - conclui o Pontífice -, gerar lugares de encontro e diálogo nos quais experimentar “o quanto a comunidade eclesial é capaz de dar carne e sangue às palavras com que o Vaticano II quis exprimir o seu olhar aos homens de seu tempo”: “As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, dos pobres, acima de tudo, e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo, e não há nada de genuinamente humano que não encontre eco no seu coração”.

Ouça a reportagem
25 janeiro 2018, 13:18