Versão Beta

Cerca

Vatican News
VATICAN-POPE-AUDIENCE VATICAN-POPE-AUDIENCE  (AFP or licensors)

Papa nomeia Dom Dulcênio Fontes de Matos Bispo de Campina Grande

Dom Dulcênio nasceu em 19 de outubro de 1958, em Lagarto, Diocese de Estância (SE)

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco nomeou Bispo da Diocese de Campina Grande (PB), nesta quarta-feira (11/10), Dom Dulcênio Fontes de Matos, transferindo-o da Diocese de Palmeira dos Índios (AL). 

Nomeação de Dom Dulcênio Fontes de Matos

Dom Dulcênio nasceu em 19 de outubro de 1958, em Lagarto, Diocese de Estância (SE). Após completar os estudos preparatórios em sua cidade natal, estudou Filosofia no Seminário Maior de Nossa Senhora de Fátima (1980-1982), em Brasília, e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1983-1985), como aluno do Seminário Arquidiocesano São José. Formou-se em Filosofia na Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Fortaleza (1994-1995), e em Direito Canônico no Instituto de Direito Canônico do Rio de Janeiro. 

Foi ordenado sacerdote em 14 de dezembro de 1985, incardinando-se na Diocese de Estância. Como sacerdote desempenhou as seguintes funções: vice-pároco em Lagarto (1986-1987), pároco (1987-1992), em Umbaúba (SE), pároco da catedral, membro do Conselho Presbiteral e do Colégio de Consultores, professor de Teologia e coordenador Diocesano de Pastoral (1992-2001).

Foi nomeado Bispo auxiliar de Aracajú (SE), em 18 de abril de 2001. Recebeu a ordenação episcopal em 16 de junho do mesmo ano. Em 12 de julho de 2006, foi nomeado Bispo de Palmeira dos Índios.

 

11 outubro 2017, 11:38