Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Explosão de caminhão bomba matou mais de 300 pessoas no centro de Mogadíscio Explosão de caminhão bomba matou mais de 300 pessoas no centro de Mogadíscio  (ANSA)

Papa condena ataque na Somália e implora conversão dos violentos

A crise do Golfo envolvendo Catar e Arábia Saudita pode estar por trás do atentado em Mogadíscio em 14 de outubro que provocou, segundo o último balanço, ao menos 300 mortos e mais de 200 feridos

Cidade do Vaticano

Na Audiência Geral desta quarta-feira o Papa Francisco condenou com veemência o ataque terrorista na Somália, assegurando sua oração às vítimas e implorando a conversão dos violentos:

Desejo expressar a minha dor pela tragédia ocorrida há alguns dias em Mogadíscio, Somália, que provocou mais de 300 mortes, entre as quais algumas crianças. Este ato terrorista merece a mais firme condenação, também porque se volta contra uma população já tão provada. Rezo pelos falecidos e pelos feridos, pelos seus familiares e por todo o povo da Somália. Imploro a conversão dos violentos e encorajo a todos, que com grandes dificuldades, trabalham pela paz naquela terra martirizada”.

O atentado que ocorreu no sábado, em Mogadíscio, cauou a morte de mais de 300 pessoas. A falta de um atendimento adequado às vítimas agrava a situação de um país cuja história está ligada à guerra, ao terrorismo do "al Shabaab", à pirataria no Oceano Índico e aos contínuos ciclos de secas..

Segundo alguns analistas, a crise no Golfo entre Catar e Emirados Árabes poderia estar por trás do atentado.

18 outubro 2017, 20:04