Cerca

Palavra do dia

banner parola.jpg
Data02/12/2018

Leitura do Dia

Primeira Leitura

Leitura do Livro do Profeta Jeremias
33,14-16

Eis que virão dias, diz o Senhor,
em que farei cumprir a promessa de bens futuros
para a casa de Israel e para a casa de Judá.
Naqueles dias, naquele tempo,
farei brotar de Davi a semente da justiça,
que fará valer a lei e a justiça na terra.
Naqueles dias, Judá será salvo
e Jerusalém terá uma população confiante;
este é o nome que servirá para designá-la:
'O Senhor é a nossa Justiça'.'

Segunda Leitura

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses
3,12-4,2

Irmãos:
O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com
todos aumente e transborde sempre mais,
a exemplo do amor que temos por vós.
Que assim ele confirme os vossos corações
numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso
Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus,
com todos os seus santos.
Enfim, meus irmãos, eis o que vos pedimos
e exortamos no Senhor Jesus:
Aprendestes de nós como deveis viver para agradar a
Deus, e já estais vivendo assim.
Fazei progressos ainda maiores!
Conheceis, de fato, as instruções
que temos dado em nome do Senhor Jesus.

Evangelho do Dia

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas
21,25-28.34-36

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos:
Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas.
Na terra, as nações ficaróo angustiadas,
com pavor do barulho do mar e das ondas.
Os homens vão desmaiar de medo,
só em pensar no que vai acontecer ao mundo,
porque as forças do céu serão abaladas.
Então eles verão o Filho do Homem,
vindo numa nuvem com grande poder e glória.
Quando estas coisas começarem a acontecer,
levantai-vos e erguei a cabeça,
porque a vossa libertação está próxima.
Tomai cuidado para que vossos corações
não fiquem insensíveis por causa da gula,
da embriaguez e das preocupações da vida,
e esse dia não caia de repente sobre vós;
pois esse dia cairá como uma armadilha
sobre todos os habitantes de toda a terra.
Portanto, ficai atentos e orai a todo momento,
a fim de terdes força
para escapar de tudo o que deve acontecer
e para ficardes em pé diante do Filho do Homem.

Palavras do Santo Padre

Quando Jesus fala dessa calamidade em outra passagem, ele nos diz que será uma profanação do templo, uma profanação da fé, do povo: será a abominação, será a desolação da abominação. Proibição da adoração. Este é o centro deste fim. Os cristãos que sofrem tempos de perseguição, tempos de proibição de adoração são uma profecia do que acontecerá a todos nós. Não tenhamos medo, Ele nos pede somente fidelidade e paciência. Fidelidade como Daniel, que foi fiel ao seu Deus e adorou a Deus até o fim. E paciência, porque os cabelos da nossa cabeça não cairão. Assim prometeu o Senhor.
Nesta semana, nos fará bem pensar nessa apostasia geral, que se chama proibição da adoração, e nos perguntarmos: 'Eu adoro o Senhor? Eu adoro a Jesus Cristo, o Senhor? Ou meio e meio, faço o jogo do príncipe deste mundo?' Adorar até o fim, com confiança e fidelidade: essa é a graça que devemos pedir esta semana. (Santa Marta, 28 novembro 2013)