Versão Beta

Cerca

Palavra do dia

banner parola.jpg
Data15/07/2018

Leitura do Dia

PRIMEIRA LEITURA

Leitura da Profecia de Amós 7,12-15

Naqueles dias:
Disse Amasias, sacerdote de Betel, a Amós:
'Vidente, sai e procura refúgio em Judá,
onde possas ganhar teu pão e exercer a profecia;
mas em Betel não deverás insistir em profetizar,
porque aí fica o santuário do rei e a corte do reino'.
Respondeu Amós a Amasias, dizendo:
'Não sou profeta
nem sou filho de profeta;
sou pastor de gado e cultivo sicômoros.
O Senhor chamou-me, quando eu tangia o rebanho,
e o Senhor me disse:
'Vai profetizar para Israel, meu povo`'.

SEGUNDA LEITURA

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 1,3-14

Bendito seja Deus,
Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.
Ele nos abençoou com toda a bênção do seu Espírito
em virtude de nossa união com Cristo, no céu.
Em Cristo, ele nos escolheu,
antes da fundação do mundo,
para que sejamos santos e irrepreensíveis
sob o seu olhar, no amor.
Ele nos predestinou para sermos seus filhos adotivos
por intermédio de Jesus Cristo,
conforme a decisão da sua vontade,
para o louvor da sua glória
e da graça com que ele nos cumulou no seu Bem-amado.
Pelo seu sangue, nós somos libertados.
Nele, as nossas faltas são perdoadas,
segundo a riqueza da sua graça,
que Deus derramou profusamente sobre nós,
abrindo-nos a toda a sabedoria e prudência.
Ele nos fez conhecer o mistério da sua vontade,
o desígnio benevolente
que de antemão determinou em si mesmo,
para levar à plenitude o tempo estabelecido
e recapitular em Cristo, o universo inteiro:
tudo o que está nos céus
e tudo o que está sobre a terra.
Nele também nós recebemos a nossa parte.
Segundo o projeto daquele
que conduz tudo conforme a decisão de sua vontade,
nós fomos predestinados
a sermos, para o louvor de sua glória,
os que de antemão colocaram a sua esperança em Cristo.
Nele também vós ouvistes a palavra da verdade,
o evangelho que vos salva.
Nele, ainda, acreditastes
e fostes marcados com o selo do Espírito prometido,
o Espírito Santo,
que é o penhor da nossa herança
para a redenção do povo que ele adquiriu,
para o louvor da sua glória.

Evangelho do Dia

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 6,7-13

Naquele tempo:
Jesus chamou os doze,
e começou a enviá-los dois a dois,
dando-lhes poder sobre os espíritos impuros.
Recomendou-lhes que não levassem nada para o caminho,
a não ser um cajado;
nem pão, nem sacola, nem dinheiro na cintura.
Mandou que andassem de sandálias
e que não levassem duas túnicas.
E Jesus disse ainda:
'Quando entrardes numa casa,
ficai ali até vossa partida.
Se em algum lugar não vos receberem,
nem quiserem vos escutar, quando sairdes,
sacudi a poeira dos pés, como testemunho contra eles!'
Então os doze partiram
e pregaram que todos se convertessem.
Expulsavam muitos demônios
e curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo.

Palavras do Santo Padre

Os missionários anunciam sempre uma mensagem de salvação a todos; não somente os missionários que partem para terras longínquas, mas também nós, missionários cristãos que dizemos uma boa palavra de salvação. E este é o dom que Jesus nos confere mediante o Espírito Santo. Tudo isto significa que o Reino de Deus se edifica dia após dia, oferecendo já nesta terra os seus frutos de conversão, de purificação, de amor e de consolação no meio dos homens. Com que espírito o discípulo de Jesus deverá desempenhar esta missão? Antes de tudo, deve estar consciente da realidade difícil e às vezes hostil que o espera. A hostilidade encontra-se sempre no início das perseguições dos cristãos, porque Jesus sabe que a missão é impedida pela obra do maligno. Por isso, o operário do Evangelho deve esforçar-se para viver livre de condicionamentos humanos de qualquer tipo, sem levar bolsa, nem mochila, nem calçado (cf. v. 4), como recomendou Jesus, para confiar unicamente no poder da Cruz de Cristo. Isto significa abandonar todos os motivos de orgulho pessoal, de carreirismo ou de fome de poder, fazendo-se humildemente instrumentos da salvação realizada pelo sacrifício de Jesus. (Angelus, 3 de julho de 2016)