Busca

Vatican News

Cinema Pan-africano: ocasião para atividade evangelizadora da Igreja na África

Festival Pan-africano de Cinema. "O cinema africano e a diáspora: novas perspectivas, novos desafios." "Este é o maior evento cinematográfico africano, instituído em 1969. O cinema é um canal privilegiado e muito poderoso para transmitir mensagens, defender ideais e levantar questões fundamentais que tocam de perto a vida socioeconômica, política e cultural das populações. É um evento que não se pode perder, sobretudo como uma oportunidade de fazer ouvir a própria voz", diz o teólogo Pe. Zagore

Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe!

Burkina Fasso. "O cinema é uma arte importante na vida do povo africano. Os africanos amam a televisão e o cinema em particular." Foi o que disse à Fides – agência missionária da Congregação para a Evangelização dos Povos – o teólogo marfinense padre Donald Zagore, sacerdote da Sociedade para as Missões Africanas (Sma), poucos dias após a celebração do Festival Pan-africano de Cinema (Fespaco) de Uagadugu, capital do país do oeste da África, que este ano teve como tema: "O cinema africano e a diáspora: novas perspectivas, novos desafios".

Uma oportunidade de fazer ouvir a própria voz

Zagore continuou: "Este é o maior evento cinematográfico africano, instituído em 1969. O cinema é um canal privilegiado e muito poderoso para transmitir mensagens, defender ideais e levantar questões fundamentais que tocam de perto a vida socioeconômica, política e cultural das populações. É um evento que não se pode perder, sobretudo como uma oportunidade de fazer ouvir a própria voz".

O missionário acredita que o papel da Igreja na África também é fundamental nesta área, para que ela se destaque e ponha sua própria marca, com uma presença e participação bastante envolvente.

Uma necessidade para a missão da Igreja na África de hoje

"Esta é a oportunidade onde a Igreja pode abordar questões essenciais para o bem-estar dos povos africanos, enfrentando e debatendo com todos os defensores de alguns dos ideais antinaturais e contravalores difundidos na indústria cinematográfica."

"Fazer pleno uso do espaço cinematográfico para uma atividade evangelizadora muito mais relevante e inovadora é uma necessidade para a missão da Igreja na África de hoje", conclui o sacerdote da Sociedade para as Missões Africanas.

O Fespaco é um festival de cinema que se realiza a cada dois anos na capital de Burkina Faso.

(com Fides)

28 outubro 2021, 18:12