Busca

Vatican News
Papa Francisco na gravação da série Netflix Papa Francisco na gravação da série Netflix 

O amor, os sonhos dos avós e os jovens no olhar do Papa Francisco

"Histórias de uma Geração com o Papa Francisco" é a série Netflix apresentada no Festival de Cinema de Roma. Uma história coral sobre a velhice através da perspectiva dos jovens e com as palavras do Papa como fio condutor comum. Autora Simona Ercolani: "Estas são histórias extraordinárias que Francisco acompanha com simplicidade".

Benedetta Capelli – Vatican News

Os sonhos dos idosos, as visões dos jovens. Com o tempo, este forte e importante entrelaçamento tornou-se um ponto fixo no magistério do Papa Francisco. Um ponto que se transformou em atenção à fragilidade, num estímulo aos jovens convidados a retomar a memória dos seus avós, carregando nos ombros, como Enéas com Anchises, o seu olhar para o futuro.

"A Sabedoria do tempo" é o livro do padre Antonio Spadaro com prefácio do Papa: é a partir daqui que começa a ideia de contar juntamente com Francisco, os jovens e os idosos. "Stories of a Generation with Pope Francis", apresentada no dia 21 de outubro no Festival de Cinema de Roma, é uma série Netflix de 4 episódios escrita por Simona Ercolani, uma bem sucedida autora de televisão, com a consulência editorial do padre Spadaro, produzida por Stand By Me, parceiro de Asacha Media Group, e estará disponível a partir de sábado, 25 de dezembro.

A rede de histórias

A conversa entre o Papa e o padre Spadaro é o fio condutor da série, que gira em torno de quatro palavras-chave: amor, sonhos, luta e trabalho. Com as suas reflexões e memórias, Francisco enriquece as histórias de outros, como o diretor de cinema Martin Scorsese, entrevistado pela filha Francesca, que põe a nu a obsessão pelos filmes que o levaram a negligenciar a educação dos seus filhos confiada ao cuidado da sua mulher Helen, que agora está doente.

Há a história de um amor marcado pelo ritmo do tango na história de Carlos e Cristina Solis, um casal uruguaio casado há 50 anos; há a determinação e força de Estela Barnes de Carlotto, fundadora do Movimento das Mães da Plaza de Mayo, e a paternidade redescoberta de Vito, o homem dos sorvestes de Lampedusa que salvou a vida de 47 náufragos.

Martin Scorsese e sua filha
Martin Scorsese e sua filha

O olho da telecâmara confiada aos jovens

Do Vaticano para o mundo, a história torna-se coral e torna-se uma experiência com o olhar de jovens cineastas talentosos com menos de 30 anos, que põem a sua curiosidade e ousadia à disposição do público para dar a força de uma história em imagens. O trabalho durou um ano e terminou com 18 histórias dos cinco continentes. Simona Ercolani relata a gênese do projeto:

Como se deu o envolvimento do Papa Francisco?

Conseguimos envolver o Santo Padre porque, por um lado, retomamos a ideia básica do livro "A Sabedoria do tempo" publicado pela Loyola Press e editado pelo padre Antonio Spadaro, consultor editorial para a série. Ele falou com o Papa e explicou-lhe a ideia por detrás do projeto, que é pôr os jovens em contato com os idosos, estabelecer um diálogo entre eles para que, como diz o Santo Padre, os jovens possam realizar os sonhos dos idosos porque os idosos sonham e, a partir da série, fica claro o quanto os idosos são capazes de sonhar, de imaginar o futuro. Todos pensam que as suas cabeças estão viradas para o passado, mas não é assim e isto emerge das histórias, dos protagonistas. O Papa acompanha estas histórias extraordinárias, mesmo na sua simplicidade, com a sua própria história, as suas experiências de vida e as suas reflexões.

Inevitável é a referência à avó Rosa, uma mulher que marcou profundamente a sua vida e a sua fé....

Absolutamente! Ele diz algo muito bonito: confessa que o que mais se lembra é do seu silêncio. Antes de dizer isto, ele faz uma pausa por um momento, e esta passagem é linda de se ver! De fato, se pensarmos no olhar dos nossos avós, é verdade que há silêncio. Nesse olhar que repousa sobre nós está a sua presença, dessa forma eles transferem o seu amor por nós, em silêncio. É bela a forma como o Papa diz isto.

Da série Netflix - Vito Fiorino

O Papa Francisco diz que os velhos fazem sonhos, os jovens levam-nos para a frente. Como interpretou este tema, para além da presença do Papa Francisco?

Recolhemos quase 400 histórias de pessoas com mais de 70 anos dos cinco continentes. Destas 400, selecionamos 18, para que as histórias ressoassem umas com as outras.  Fomos à África do Sul, Vietnã, Nova Zelândia, Costa Rica, Uruguai, é um projeto universal e global. Todas estas histórias foram contadas por jovens cineastas com menos de 30 anos de idade e aqui, em Roma, reunimos todo este material num quadro em que o Papa Francisco atua como um fio condutor das histórias contadas pelos protagonistas. 

Há Martin Scorsese e Jane Goodal na primeira parte, depois Estela Barnes de Carlotto, a fundadora das Mães da Plaza de Majo, que conta a sua incrível história de busca do seu sobrinho desaparecido, a morte da sua filha, mas que daquela dor indescritível encontrou a energia para lutar, para encontrar este sobrinho e não apenas ele. E isto é incrível, ela teve a capacidade de se unir com outras mulheres, de juntar energias para restaurar a justiça. Outro testemunho particularmente tocante é o de Vito Fiorino, o único italiano da série que descobriu a sua paternidade ao salvar 47 pessoas no pior naufrágio do Mediterrâneo, com 386 mortos.  Ele estava no mar, festejando com os seus amigos, quando salvou acidentalmente estas crianças, descobrindo a paternidade que não tinha sido capaz de experimentar plenamente com os seus próprios filhos. Um milagre do amor. Há muitas histórias entrelaçadas com o Papa Francisco, que as enriquece com reflexões e experiências de vida.

22 outubro 2021, 16:48