Busca

Vatican News

Reino Unido. Pax Christi pede ação urgente pela Palestina

O movimento católico para a paz, unindo-se à preocupação do Papa Francisco, expressa durante o Regina Coeli do domingo passado, e respondendo ao apelo dos patriarcas e líderes das Igrejas de Jerusalém "à comunidade internacional e a todas as pessoas de boa vontade a intervir no sentido de pôr fim a estas ações provocatórias, bem como para continuar rezando pela paz de Jerusalém", pediu a todos os seus membros e amigos que tomassem algumas ações urgentes. "Cerca de 500 pessoas estão sob ameaça de despejo forçado de suas casas para que um grupo de colonos israelenses possa ocupá-las", afirma Pax Christi

Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

Há uma grande preocupação no mundo com a escalada de ataques e violência em Jerusalém Oriental e na Faixa de Gaza entre autoridades israelenses e manifestantes palestinos, alimentada também pelos despejos forçados, não de acordo com o direito humanitário internacional, de algumas famílias palestinas no bairro de Sheikh Jarrah, na parte leste da cidade.

"Cerca de 500 pessoas estão sob ameaça de despejo forçado de suas casas para que um grupo de colonos israelenses possa ocupá-las", lê-se numa declaração de Pax Christi Inglaterra e País de Gales.

Pax Christi une-se à preocupação do Papa Francisco

O movimento católico para a paz, unindo-se à preocupação do Papa Francisco, expressa durante o Regina Coeli do domingo passado, 9 de maio, e respondendo ao apelo dos patriarcas e líderes das Igrejas de Jerusalém "à comunidade internacional e a todas as pessoas de boa vontade a intervir no sentido de pôr fim a estas ações provocatórias, bem como para continuar rezando pela paz de Jerusalém", pediu a todos os seus membros e amigos que tomassem algumas ações urgentes.

Condenação ao despejo forçado de palestinos de suas casas

Primeiro, acender uma vela todos os dias ou noites e rezar pela paz na Palestina e em Israel; pedir a suas paróquias ou comunidades que rezem neste fim de semana pela Paz na Cidade Santa e pelo fim da violência e dos despejos forçados de famílias palestinas de suas casas; condenar publicamente o uso da força militar contra as pessoas que rezam na Mesquita de Al Aqsa e os despejos forçados de palestinos de suas casas.

Pedir, através das autoridades, ao governo israelense para retirar imediatamente todas as tropas da área da Mesquita e acabar com a violência contra os manifestantes palestinos, bem como acabar com todos os despejos planejados de famílias na área de Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental ocupada, o que, se efetivado, violaria o direito internacional.

Vatican News – AP/RL

12 maio 2021, 14:56