Busca

Vatican News
Profissional de saúde prepara-se para aplicar vacina Oxford/AstraZeneca em Centro de Vacinação de Luanda Profissional de saúde prepara-se para aplicar vacina Oxford/AstraZeneca em Centro de Vacinação de Luanda  (AFP or licensors)

Angola, Gâmbia, Nigéria, Senegal e Camboja recebem vacinas da COVAX/Unicef

Um acordo de fornecimento permitirá o acesso a 170 milhões de doses garantidas no âmbito do Advance Purchase Agreement (APA) (Acordo de Compra Antecipada) do Mecanismo COVAX com a AstraZeneca, que estarão disponíveis ao longo de 2021. COVAX é o pilar para as vacinas do Acelerador de Acesso a Ferramentas Contra a COVID-19 (ACT), uma colaboração global inovadora para acelerar o desenvolvimento, a fabricação e o acesso equitativo aos testes, tratamentos e vacinas contra a Covid-19.

Vatican News

Entre ontem, terça-feira, e hoje, o UNICEF, por conta do Mecanismo COVAX, forneceu milhões de doses da vacina contra a Covid-19 na Nigéria, Angola, Camboja, Senegal e Gâmbia. A Nigéria recebeu 3,94 milhões de doses, Angola 624.000, Camboja 324.000, Senegal 324.000 e Gâmbia 36.000.

O Mecanismo COVAX, liderado pela CEPI, GAVI e OMS, juntamente com o UNICEF - parceiro chave para a distribuição - planeja distribuir aproximadamente 90 milhões de doses da vacina COVID-19 para a região africana até o primeiro trimestre de 2021, com um compromisso total de 600 milhões de doses até 2021 para cobrir 20% da população. A iniciativa COVAX tem como meta global de distribuir 2 bilhões de doses da vacina COVID-19, incluindo 1,3 bilhão de doses para 92 países de baixa e média renda, até 2021 e 14,5 milhões de seringas para mais de 30 países.

Nigéria

 

Um ano depois que a Covid-19 atingiu o país, causando mais de 150.000 contágiod e 1.800 mortes, a Nigéria recebeu na terça-feira, 3, a primeira remessa com as doses da vacina AstraZeneca/Oxford - 3,94 milhões - destinadas por meio do Mecanismo COVAX. A chegada das vacinas permitirá que a Agência Nacional de Desenvolvimento de Atenção Primária à Saúde (NPHCDA) comece a vacinar a população nigeriana, a começar pelos profissionais de saúde.

 

Angola

 

Angola tornou-se o primeiro país da África Oriental e Austral a receber vacinas contra a Covid-19 pormeio do Mecanismo COVAX. As 624 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford representam 10% das vacinas necessárias ao país nesta primeira fase, destinadas a vacinar profissionais de saúde, pessoas vulneráveis ​​e portadores de diversas doenças.

Camboja

 

O país asiático está entre os primeiros da região do Pacífico Ocidental a receber as vacinas COVAX. Já foram entregues 324.000 doses da vacina AstraZeneca, parte de um total de 1,1 milhão de doses que devem chegar ao país por meio do Mecanismo COVAX até o final de maio. Estima-se que o Camboja receba doses para 20% da população total (aproximadamente 7 milhões de doses) do Mecanismo COVAX, com distribuições adicionais durante o ano.

Senegal

 

O país recebe nesta quarta-feira, 3, as primeiras 324 mil doses da vacina AstraZeneca Oxford, produzida pelo Serum Institute of India, para vacinar profissionais de saúde, pessoas com mais de 60 anos e portadores de diversas doenças. Até o momento, foram registrados no Senegal mais de 34.000 casos positivos para Covid-19 e mais de 850 mortes. Um adicional de 1 milhão de doses da vacina será entregue no país a partir de abril de 2021 e outras remessas seguirão ao longo de 2021. Além da distribuição da vacina, o UNICEF forneceu seringas e recipientes para lixo hospitalar, em apoio ao início da campanha da vacinação.

Gâmbia

 

Este país africano recebeu a primeira remessa de 36.000 doses da vacina COVID-19 por meio do Mecanismo COVAX, menos de uma semana após a apresentação dos documentos necessários pelo Ministério da Saúde. Para se preparar para esta distribuição, a COVAX apoiou o Ministério da Saúde de Gâmbia com a distribuição de 37.500 seringas e 375 recipientes para rejeitos sanitários, e prestou assistência para o desenvolvimento do plano nacional de distribuição e vacinação que inclui outras prioridades, como treinamento de vacinadores, a avaliação da rede de refrigeração, comunicação de risco e envolvimento da comunidade.

03 março 2021, 14:49