Busca

A história
Vatican News

O cuidado da Criação na Bélgica: Liègi, uma diocese em transição

Desde setembro, a diocese belga de Liège introduziu a figura de uma referência em ecologia integral, impulsionada pelas reflexões ambientais e sociais contidas na Encíclica Laudato si' do Papa Francisco. Projetos e iniciativas de solidariedade e da salvaguarda da Criação têm sido organizados localmente.

Giada Aquilino - Vatican News

Na diocese de Liège, na Bélgica, foi formado em 2017 um grupo de voluntários chamado "Cristãos em transição", o que estimulou a mesma realidade a se declarar "Diocese em transição", na esteira do movimento iniciado pelo escritor e ambientalista inglês Rob Hopkins. Os voluntários organizaram várias iniciativas dedicadas à Casa Comum, incluindo o "Tempo da Criação 2020", com uma oração ecumênica, um fórum da cidade, caminhadas em áreas verdes e missas dedicadas à Laudato si’. De certa forma, também prepararam o terreno para a inserção da figura de uma referência em ecologia integral dentro da diocese: em setembro de 2020 foi contratado Joaquim Lesne, engajado em um percurso de formação ao diaconato. Liège se mobilizou, assim, para acompanhar a encíclica do Papa de 2015 e para promover a transição ecológica da diocese.

A casa "Bethel", para acolher pessoas menos favorecidas
A casa "Bethel", para acolher pessoas menos favorecidas

As iniciativas em andamento

Joaquim não precisou começar o trabalho do zero. Algumas iniciativas já haviam sido iniciadas antes da sua chegada. Por exemplo, o projeto “Bethel” vem recebendo há algum tempo uma dúzia de pessoas feridas pela vida, com o objetivo de reintegrá-las à sociedade. Uma rotina marcada pelo trabalho, principalmente na horta em que é realizada a "permacultura", de acordo com princípios de sustentabilidade e gestão ética, por momentos de partilha, de oração e atividades criativas.

Depois há também a cooperativa 'Vent de Terre', que iniciou uma colaboração com o ex-Carmelo de Mehagne, dirigida pela comunidade “Chemin Neuf”. Um terreno de 2 hectares foi disponibilizado para o cultivo de frutas e legumes. Os religiosos e leigos que ajudam nessas atividades recebem regularmente uma cesta de verduras. Também são organizadas atividades pedagógicas.

A horta do ex-Carmelo de Mehagne
A horta do ex-Carmelo de Mehagne

Novos projetos "verdes”

Joaquim Lesne dedicou-se, portanto, a novos projetos. Um deles é o programa "Igreja em plantio", lançado no final de 2020 com o objetivo de plantar árvores e pomares nos jardins de paróquias, escolas, associações e comunidades religiosas: trata-se de um projeto que reúne pessoas felizes em assumir um compromisso concreto, contribui para o cuidado da Criação e propõe uma profunda dimensão espiritual.

Outra iniciativa diz respeito a uma série de vídeos intitulada "Ideias mais claras graças à Laudato si'" destinada aos jovens. Cada mês, um vídeo destaca uma ideia sobre a ecologia, refletindo sobre a encíclica. Joaquim também está trabalhando na elaboração de um caminho para uma "Igreja verde" na Bélgica francófona, em conexão com outras dioceses e com o EcoKerk das dioceses flamengas, para orientar os cristãos a um estilo de vida "verde" e solidário, através da conscientização, da oração e da ação. Durante este 2021, o objetivo é também criar uma horta para as pessoas que se encontram em situações de dificuldade em Liège.

19 janeiro 2021, 08:00