Busca

Vatican News

Massacre de jovens na Colômbia: o pesar às famílias e a preocupação dos bispos

O drama da violência continua no país e os prelados colombianos voltam a se manifestar, exortando aos grupos armados ilegais a porem fim às ações violentas e aos confrontos, em uma situação já grave devido à pandemia do coronavírus. Os bispos também expressaram pesar pelo massacre de 5 jovens em Cali e 8 jovens em Samaniego (Nariño), brutalmente assassinados nos dias 11 e 15 de agosto.

Anna Poce - Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

Os bispos da Colômbia, em comunicado publicado nesta terça-feira (18) no site da Conferência Episcopal, demonstraram proximidade e solidariedade às famílias das vítimas e aos habitantes das cidades onde aconteceram dois crimes: "nós, bispos católicos da Colômbia, expressamos o nosso profundo pesar e a nossa preocupação pelo massacre de 5 jovens em Cali e 8 jovens em Samaniego (Nariño), brutalmente assassinados nos dias 11 e 15 de agosto".

Violência e ameaças

No documento, os bispos afirmam que esses eventos acabando se somando “às ameaças dirigidas aos indivíduos e às comunidades, aos homicídios dos líderes sociais e dos ex-combatentes das FARC-EP, e aos confrontos armados pelo controle das rotas do narcotráfico, que ocorreram recentemente em outras localidades do país, como no Norte de Santander, Chocó e Cauca”.

Diante dessa grave situação, "ao sofrimento, à miséria, à falta de oportunidades e à violação dos direitos fundamentais" da população, os prelados pediram ao governo nacional que concentrasse os esforços em garantir proteção e em fornecer assistência às comunidades fortemente afetadas por essa onda de violência, e que continuasse a progredir no caminho para a implementação dos Acordos de Paz.

Aos grupos armados: parem de lutar

Exortando aos grupos armados ilegais a porem fim às ações violentas e aos confrontos, em uma situação já grave devido à pandemia do coronavírus, os bispos apelaram ao povo colombiano para que, unido e com coragem, se comprometa a defender a vida pela reconciliação, pela paz e por um projeto comum, e conclamaram a comunidade católica a intensificar as orações.

19 agosto 2020, 14:33