Busca

Vatican News

Ciclone Amphan: pelo menos 19 milhões de crianças em risco na Índia e Bangladesh

O ciclone e a Covid-19 representam uma dupla ameaça para as crianças e famílias da região.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

"Com a chegada do ciclone Amphan, pelo menos 19 milhões de crianças em algumas partes do Bangladesh e Índia correm riscos devido às inundações repentinas, tempestades e fortes chuvas. Em particular,  preocupa a situação no Estado indiano de Bengala Ocidental, com uma população mais de 50 milhões de pessoas, incluindo ao menos 16 milhões de crianças", alertou o presidente do UNICEF na Itália, Francesco Samengo.

Também preocupa o fato de que o coronavírus possa agravar as consequências humanitárias do Ciclone Amphan nos dois países. As pessoas deslocadas internamente - que se mudaram para abrigos temporários lotados - são particularmente vulneráveis ​​à propagação de doenças respiratórias como a Covid-19, bem como outras infecções.

"Continuamos monitorando a situação de perto", disse Jean Gough, diretor regional do UNICEF para o sul da Ásia. "A segurança das crianças e suas famílias nas áreas que serão afetadas é uma prioridade e é bom ver que as autoridades planejaram uma resposta urgente à pandemia de Covid-19 em andamento".

Com base na atual trajetória da tempestade, Cox’s Bazar em Bangladesh - que agora abriga mais de 850.000 refugiados rohingya - provavelmente sofrerá com os fortes ventos e chuvas que podem causar danos a casas e abrigos em campos e comunidades de refugiados em Bangladesh. Essa população já é altamente vulnerável e casos de Covid-19 foram confirmados recentemente em campos de refugiados e comunidades.

O UNICEF está trabalhando com o Deputy Commissioner’s Office em Cox’s Bazar, com o Office of the Refugee Relief and Repatriation Commissioner e com parceiros humanitários para ajudar a garantir a proteção das crianças e famílias de Bangladesh e rohingyas.

Esses esforços incluem a sensibilização das comunidades rohingya e bengalesas sobre a preparação para os ciclones e a preposição de água potável de emergência, serviços higiênicos, e fornecimento de medicamentos para atender às necessidades humanitárias imediatas. O UNICEF também mobilizou equipamentos de proteção para proteger da Covid-19 os trabalhadores na linha de frente.

Em toda a região, o UNICEF está trabalhando em estreita colaboração com os governos de Bangladesh e Índia e está pronto para apoiar operações humanitárias para alcançar crianças e famílias afetadas pelo ciclone Amphan.

* Com UNICEF

22 maio 2020, 07:38