Busca

Vatican News

Menores desacompanhados das ilhas gregas chegam à Alemanha e Luxemburgo

"Exortamos a Alemanha, França, Portugal, Finlândia, Lituânia, Croácia e Irlanda a seguir a liderança do Luxemburgo nesta emergência e garantir a realocação de menores desacompanhados dos Centros de Acolhida e Identificação (RIC) nas ilhas gregas", havia pedido a Caritas Europa que, juntamente com outras 66 instituições e ONGs que trabalham com refugiados na Grécia, enviou uma carta aberta aos governos europeus para que cumprissem imediatamente os compromissos assumidos, especialmente diante da ameaça da pandemia de Covid-19.

Vatican News

"Novos países que se unirão à aliança" para a realocação de pelo menos 1.600 menores desacompanhados dos campos de refugiados das ilhas gregas, anunciou no Twitter a comissária da União Europeia para Assuntos Internos, Ylva Johansson, junto com fotos das primeiras partidas para Luxemburgo e Alemanha.

Ouça e compartilhe!

"Outras transferências serão efetuadas nos próximos dias e semanas", escreve ela, sem especificar o nome dos novos países envolvidos na iniciativa organizada pela Comissão Europeia e pelas autoridades gregas, com o apoio da ONU.

Fontes da Comissão explicam que os países devem anunciar seu envolvimento quando estiverem prontos para fazê-lo, “mas sinais positivos foram registrados durante a semana e na reunião ministerial presidida pela comissária Johansson".

 

Até agora, anunciaram a participação na iniciativa Bélgica, Bulgária, França, Croácia, Finlândia, Alemanha, Irlanda, Portugal, Luxemburgo e Lituânia.

Em 15 de abril, a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), haviam acolhido com favor a transferência de 12 menores desacompanhados em busca de asilo da Grécia para Luxemburgo. Os menores, que durante meses viviam em centros de acolhida e identificação superlotados nas Ilhas de Lesbos, Samos e Chios, chegaram em segurança em Luxemburgo.

A Alemanha também está se ocupando com a transferência da Grécia de outro grupo de menores descompanhados, cuja chegada ocorreu no último final de semana.

As três agências da ONU consideram a chegada dos primeiros menores transferidos como um começo encorajador no plano mais amplo de transferir crianças vulneráveis da Grécia nas próximas semanas. As Agências enfatizaram que os progressos realizados pela Grécia, Luxemburgo e Alemanha na transferência de menores desacompanhados, vão de encontro aos melhores interesses dos menores, e que levaram em consideração as exigências de proteção internacional e os laços familiares existentes.

22 abril 2020, 07:49