Cerca

Vatican News
"O caminho da cooperação cria desenvolvimento social mais inclusivo", afirma ministro brasileiro "O caminho da cooperação cria desenvolvimento social mais inclusivo", afirma ministro brasileiro  (Vatican Media)

África: cooperação e negociações bilaterais para crescer junto com o Brasil

O secretário de Negociações Bilaterais no Oriente Médio, Europa e África do Ministério de Relações Exteriores do Brasil, Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega, esteve na Itália em junho. Em entrevista ao Vatican News, apontou o caminho da cooperação e das negociações políticas como chaves de crescimento aos países africanos.

Silvonei José, Andressa Collet – Cidade do Vaticano

Ouça a reportagem

O governo brasileiro, através do secretário de Negociações Bilaterais no Oriente Médio, Europa e África do Ministério de Relações Exteriores do Brasil, diz ter feito o “dever de casa” quando se trata de oportunidades de investimento e de comércio nos países africanos. O ministro Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega, em entrevista ao Vatican News em junho, quando esteve na Itália, afirmou que são ações que devem começar a ser implementadas em breve.

O caminho da cooperação bilateral

A cooperação técnica, por exemplo, é uma dimensão que deverá ganhar continuidade, afirmou Kenneth. A ênfase desse processo, porém, será de uma cooperação que não seja assimétrica, “mas de igual para igual, entre iguais, e mutuamente importante para as duas partes”. Segundo o ministro, são "países que têm muito potencial e que podem crescer junto com o Brasil”. 

“ A África tem esse aspecto desafiador no seu processo de desenvolvimento socioeconômico e político, mas é um continente onde os países estão crescendo muito: os países que mais crescem no mundo, tomados em conjunto, são africanos. Nós vemos a África como quem enfrenta muitos desafios, mas que também pode realizar o seu potencial. Acredito que precisa ser olhado dessas duas maneiras. O caminho da cooperação é importante, pois cria um desenvolvimento social mais inclusivo; e também o caminho da negociação política. O Brasil é um país que tem uma experiência larga em participação de operações de paz. ”

10 setembro 2019, 14:04