Busca

Vatican News
Criança venezuelana em campo da agência de refugiados da ONU (UNHCR) em Maicao Criança venezuelana em campo da agência de refugiados da ONU (UNHCR) em Maicao 

3,2 milhões de crianças na Venezuela necessitam de ajuda humanitária

Mais de 1 milhão de crianças não vão à escola, 1,3 milhão de crianças e adolescentes precisam de serviços de proteção, 4,3 milhões de pessoas em toda a Venezuela não têm acesso a água potável. Segundo o UNICEF, seriam necessários 70 milhões de dólares para fornecer assistência humanitária a 900 mil delas.

Cidade do Vaticano

"Cerca de 3,2 milhões de crianças na Venezuela necessitam de ajuda humanitária, pois as condições em todo o país continuam a se deteriorar", disse a diretora-geral do UNICEF, Henrietta Fore.

Estima-se que 1,3 milhão de crianças e adolescentes tenham necessidade de serviços de proteção, enquanto mais de 1 milhão de crianças não frequentam a escola.

"Estamos intensificando nosso trabalho para ajudar crianças e famílias que lutam contra a escassez de alimentos e acesso limitado a serviços essenciais como saúde, água potável e educação", assegurou Fore.

O UNICEF lançou um apelo por mais de 70 milhões de dólares para fornecer assistência humanitária que para salvar a vida de mais de 900.000 crianças em toda a Venezuela até o final do ano.

Pelo menos 4,3 milhões de pessoas em toda a Venezuela não têm acesso a água potável. Doenças que  podem ser prevenidas com vacinação ressurgiram, incluindo o sarampo e a difteria, enquanto aumentam os casos de febre amarela e malária.

23 agosto 2019, 09:27