Cerca

Vatican News
Torcedores e familiares reunidos em frente ao CT do Flamengo Torcedores e familiares reunidos em frente ao CT do Flamengo  (AFP or licensors)

Arcebispo do Rio em oração pelas vítimas do incêndio no Flamengo

O Cardeal Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano do Rio de Janeiro, em mensagem no Twitter, lamentou a tragédia que atingiu o Centro de Treinamento do Flamengo na madrugada desta sexta-feira (8). Quatorze pessoas morreram, entre elas, jovens atletas de base do clube, e três ficaram feridas.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

Em mensagem de pesar pelo incêndio registrado na madrugada desta sexta-feira (8), no Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo, o arcebispo metropolitano do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, twittou: “Que Deus acolha em sua infinita misericórdia os jovens, vítimas do incêndio que atingiu o CT do Flamengo nesta manhã. Rezemos!”.

O alojamento do local, conhecido como Ninho do Urubu, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro, hospedava atletas das categorias de base do clube, isto é, meninos entre os 14 e 17 anos, que não moravam na cidade. Dez pessoas morreram, entre elas, jogadores em ascensão oriundos de outras cidades do Rio, mas também de Santa Catarina, Minas Gerais e Sergipe.

Dia triste para futebol brasileiro

O jogador Pelé, considerado o maior futebolista da história e ex-ministro dos Esportes, também lamentou a tragédia pelo Twitter, ocorrida “num lugar onde jovens perseguem seus sonhos. É um dia muito triste para o futebol brasileiro”.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, em pronunciamento oficial, falou da consternação de todos pelo incêndio, “a maior tragédia pela qual o clube já passou nos 123 anos de sua existência, com a perda dessas pessoas”. Landim disse ainda que o clube “não irá poupar esforços para minimizar ao máximo essa dor” e “está colaborando com as autoridades para que as causas do incêndio possam ser apuradas”.

Luto oficial no Rio

O fogo destruiu as instalações do alojamento onde os atletas de base dormiam. A possível causa do incêndio é de um curto-circuito no ar-condicionado, mas a polícia local está investigando o caso. Os governos Estadual e Municipal decretaram luto oficial de três dias.

Ouça a reportagem
08 fevereiro 2019, 18:05