Cerca

Vatican News
Bolsa Bolsa  (ANSA)

Relatório Oxfam: apesar da crise aumenta o número de bilionários no mundo

O Relatório evidencia como a desigualdade da riqueza continua a manter-se em níveis dramaticamente elevados.

Silvonei José – Cidade do Vaticano

O mundo da riqueza material mundial é feito de 1.900 bilionários, e entre março de 2017 e março de 2018 a riqueza desses poucos privilegiados aumentou em mais de 900 bilhões de dólares (+12%), ou seja, mais de 2,5 bilhões ao dia. Ao mesmo tempo, 3,4 bilhões de pessoas – a metade da humanidade -, tem dificuldades para sair da pobreza extrema e vivem com menos de 5,5 dólares ao dia.

Esses dados estão contidos no último Relatório Oxfam “Bem público ou riqueza privada?” sobre desigualdades sociais e econômicas apresentado por ocasião do encontro do World Economic Forum que se realiza em Davos, Suíça.

Desigualdade

O Relatório evidencia como a desigualdade da riqueza continua a manter-se em níveis dramaticamente elevados. No período de tempo levado em consideração, continuou a aumentar o número dos novos bilionários:  há 165 novos bilionários a mais, ou seja, a cada dia surge um novo homem riquíssimo. Nos últimos anos,  apesar da crise financeira, seja o número de bilionários, seja o valor complexivo da riqueza dos mesmos, duplicaram. Todavia, diminuiu de 11%, a riqueza da metade mais pobre do Planeta.

Conclusão: para derrotar a pobreza é necessário combater essas desigualdades. O Relatório evidencia que no ano passado, sozinhos, 26 ultra-bilionários possuíam o equivalente da riqueza da metade mais pobres do Planeta. Em síntese, lê-se no Relatório, “uma concentração de enormes fortunas nas mãos de poucos”, o que demonstra a “a iniquidade social e a insustentabilidade do atual sistema económico”.

Ouça a reportagem
22 janeiro 2019, 13:02