Busca

Vatican News
Deslocados depois do tsunami, Indonésia Deslocados depois do tsunami, Indonésia  (ANSA)

Tsunami Indonésia: sobe para 15 mil o número de deslocados

Depois de 4 dias do tsunami que atingiu os dois lados do estreito de Sunda, na Indonésia, a situação é de emergência humanitária. Preocupação pelas crianças perdidas ou separadas das famílias

Cidade do Vaticano

A Indonésia não teve tempo suficiente para apagar da memória os centenas de milhares de mortos em 2004, que já se encontra em uma situação devastadora devido ao tsunami de 22 de dezembro que causou pelo menos 429 vítimas e 1.400 feridos. Milhares de deslocados e muitas pessoas ainda continuam desaparecidas. Depois de 4 dias da tragédia, quase certamente ligada à erupção do vulcão Anak Krakatoa, a situação é de emergência humanitária.

A situação das crianças

O porta-voz do UNICEF Itália, Andrea Iacomini, relatou através de um comunicado de imprensa que “o número dos desaparecidos continua a crescer”, assim como dos desalojados que aumenta de hora em hora. “Neste momento, o número é de 15.000 entre os quais muitas crianças”. É grande a preocupação e o esforço dos agente do UNICEF que estão em campo, com o apoio do Governo, para tentar reunir as famílias. “O UNICEF Indonésia – conclui o comunicado – está fornecendo utensílios de emergência, abrigos e redes para dormir e colabora com as autoridades locais para o fornecimento de alimentos e água”.

Ouça e compartilhe

 

 

26 dezembro 2018, 15:09