Versão Beta

Cerca

Vatican News
Marido de Asia com a filha Marido de Asia com a filha 

Marido de Asia Bibi ao governo italiano: ajude-nos a sair do Paquistão

Em um telefonema à Ajuda à Igreja que Sofre, o marido da mulher cristã absolvida pela Supremo Tribunal com a falsa acusação de blasfêmia, pede à Itália que ajude sua família a deixar o Paquistão porque estão em perigo.

Cidade do Vaticano

“Apelo ao governo italiano para que nos ajude a sair do Paquistão”. É o dramático apelo num telefonema à Ajuda à Igreja que Sofre (ACS) de Ashiq Masih, marido de Asia Bibi. Enquanto a mulher ainda está na prisão aguardando o registro da sentença de absolvição, a família vive no medo.

A família Asia Bibi vive escondida em um lugar seguro

 

Os protestos dos fundamentalistas, que continuam a pedir que Asia seja executada, obrigaram os membros da família da mulher a permanecer fechados em casa em um lugar seguro. Nos últimos dias, até mesmo o advogado de defesa de Asia, Saif ul-Malook, foi forçado a ir para o exterior. "Estamos extremamente preocupados, porque a nossa vida esta em perigo”, declarou Saif à AIS. “Nós nem sequer temos o que comer, porque não podemos sair para comprar alimentos".

Convite à comunidade internacional a manter alta a atenção sobre o caso de Asia

 

Ashiq pede então asilo ao governo italiano e acima de tudo ajuda para deixar o país. Ao mesmo tempo, o homem convida a mídia e a comunidade internacional a manter alta a atenção sobre o caso de Asia. "Foi precisamente essa atenção que a manteve viva até agora. E, em especial, agradeço Ajuda à Igreja que Sofre que, convidando-nos ao evento do “Coliseu vermelho”, em Roma, nos deu a oportunidade de falar ao mundo”. (M.P. - AIS)

06 novembro 2018, 10:38