Versão Beta

Cerca

Vatican News

REPAM leva Laudato si a indígenas no Pará

A experiência partiu de um pedido dos próprios indígenas, principais protagonistas da escuta pré-Sinodal, como sugerido pelo Papa Francisco. Conosco, a Irmã Zélia Batista.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano

Em um evento em Marabá, no Pará, a Rede Eclesial Pan-amazônica, REPAM, com seus assessores, acompanhou, de 27 a 30 de julho, uma experiência de divulgação e aprofundamento da encíclica Laudato si e do Sínodo para a Amazônia junto aos povos indígenas. A iniciativa partiu dos próprios indígenas, principais protagonistas da escuta pré-Sinodal, como sugerido pelo Papa Francisco.

O II Encontro das Lideranças Indígenas reuniu na aldeia do Povo Gavião 500 participantes dentre indígenas, estudantes, professores, visitantes e defensores da causa indígena. A Irmã Zélia Batista, articuladora da REPAM, esteve presente e destaca o caráter cooperativo das atividades esportivas e lúdicas no evento; danças e tradições como a pintura corporal.

“ Foi um momento de muita graça, abertura, e escuta destes povos e seus clamores ”

O Conselho Indigenista Missionário, também participou do Encontro e possibilitou a escuta dos povos indígenas.

Aqui, a reportagem:

Baixe e compartilhe
01 agosto 2018, 13:55