Versão Beta

Cerca

Vatican News
Kofi Annan com o Papa Francisco em novembro de 2017 Kofi Annan com o Papa Francisco em novembro de 2017 

Ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, falece aos 80 anos

Annan, ganense, foi o primeiro negro africano a liderar o Palácio de Vidro em Nova Iorque. Ele encontrou-se com o Papa Francisco no Vaticano em novembro de 2017.

Cidade do Vaticano

O ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas e Prêmio Nobel da Paz em 2001 ("por um mundo melhor organizado e mais pacífico"), Kofi Annan, faleceu este sábado, 18,  aos 80 anos, informaram fontes diplomáticas internacionais. Em um tweet, a Fundação que leva o seu nome afirmou que ele morreu devido a uma breve doença, não especificada.

Annan, ganense, foi o primeiro negro africano a liderar o Palácio de Vidro em Nova Iorque. Depois de dois mandatos, de 1997 a 2006, ele também foi enviado da ONU para a Síria em 2102.

Ele trabalhou no projeto de reforma das Nações Unidas. Entre os objetivos, nem todos alcançados, estão uma redefinição da segurança coletiva, o fortalecimento dos tratados de não proliferação e o desarmamento, a criação de organismos intergovernamentais de construção da paz e a defesa dos direitos humanos, a ampliação e modificação das funções do Conselho de segurança da ONU, novas normas para governar o uso da força por parte dos Estados-membros e sua autorização pelo Conselho de segurança, uma nova regulamentação (responsabilidade de proteger), que legalizasse a intervenção humanitária; um novo compromisso para combater a pobreza.

 

Em 2003, Annan advertiu que os Estados Unidos e o Reino Unido invadiram o Iraque sem o apoio da ONU.

Campeão da paz

 

O atual secretário geral da ONU, António Guterres, lamentou a perda, assegurando que “seu legado será sempre uma inspiração para todos”. “Neste tempos turbulentos, Annan nunca deixou de trabalhar para manter vivos os valores da Carta das Nações Unidas”, afirmou em um comunicado.

Ele “foi um orgulhoso filho da África, que se converteu em um campeão da paz para toda a humanidade”.

Encontro com o Papa Francisco

 

O Papa Francisco havia recebido o ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan e outros membros da Organização internacional “The Elders” (Os Anciãos) na Casa Santa Marta, na tarde de 6 de novembro de 2017.

Após a audiência com o Santo Padre – onde também estava presente a ex-presidente da República da Irlanda, Mary Robinson - os dois visitaram os estúdios do Vatican News.

Foi importante o encontro – disse à inglesa Philippa Hitchen  - pois “temos muitos valores em comum e queríamos encontrar o Papa e pensar com ele o modo para trabalharmos juntos, como podemos concentrar os nossos esforços sobre alguns pontos”, declarou Annan, explicando que foram tratados temas como “refugiados e migrações, armas nucleares (...) paz, a mediação nos conflitos.”

Ouça e compartilhe!

 

 

 

 

18 agosto 2018, 12:43