Versão Beta

Cerca

Vatican News

Igreja na Amazônia clama por justiça social e direitos humanos

Confira as entrevistas com Dom Enemésio Lazzaris, bispo de Balsas (MA) e Dom Evaristo Spengler, bispo de Marajó (PA), participantes do III Encontro da Igreja na Amazônia Legal.

Cristiane Murray - Manaus

Dom Enemésio Lazzaris, bispo de Balsas (MA) participa do III Encontro da Igreja na Amazônia, onde temáticas de justiça social e direitos humanos ocupam lugar de destaque na pauta. Ao Vatican News, contou que no início de março, a Comissão de Enfrentamento ao Tráfico, que ele preside, esteve em missão em Pacaraima, em Roraima, para onde milhares de venezuelanos têm se dirigido em busca de sobrevivência, em fuga da crise em seu país.

“ Nossos olhos viram, nossos ouvidos ouviram, nosso coração sentiu ”

"Vimos uma realidade desumana, ouvimos os clamores e maus-tratos, a falta de compreensão das autoridades. Sentimos profunda dor pela situação dos irmãos e irmãs da Venezuela. Aproveitar a oportunidade para mostrar ao mundo que somos capazes de acolher estes e outros irmãos que estão chegando de várias partes do mundo".

Também Dom Evaristo Spengler, bispo de Marajó (PA), vê no Sínodo uma grande esperança:

"O povo o acolhe com muita alegria. Estamos nos organizando em assembleias nas paróquias para levar à compreensão do povo e ouvir a sua contribuições. O importante – como diz o Papa – é buscar caminhos novos para a Amazônia. Nossa presença é muito pequena, as comunidades devem ser mais organizadas e unidas buscando não apenas resolver a busca religiosa mas também respostas à questões sociais como por exemplo, abusos sexuais, tráfico humano, violência e drogas. Como a Igreja pode responder a isso? A partir do Sínodo, poderemos percorrer novos caminhos".

Veja Dom Evaristo
Ouça a reportagem completa e compartilhe!

 

22 agosto 2018, 21:00