Versão Beta

Cerca

Vatican News
Cerca de 160 mil percorrem anualmente o Caminho Cerca de 160 mil percorrem anualmente o Caminho  (AFP or licensors)

Caminho de Compostela: a necessidade de ir além e chegar a Deus

Para Pe. Luis M. Modino, missionário na Amazônia, que acaba de fazer o Caminho, "percorrer os passos que fizeram parte da vida de tantas pessoas há tantos séculos nos faz refletir sobre a importância da história na construção do mundo e de nossa Igreja”.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano


A rota de peregrinação medieval conhecida como o ‘Caminho de Compostela’ tem 800 km. A cada ano, cerca de 160 mil pessoas percorrem a aventura cultural no norte da Espanha e vencem este fascinante desafio físico e espiritual.

Quem tem 30 dias de tempo faz o percurso inteiro, conhecido como Caminho Francês. Partem em Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, e chegam à Catedral de Compostela, para venerar as relíquias do Apóstolo Santiago Maior. Esta é a rota mais popular e com mais estrutura para receber os caminhantes.

A 'concha' de Compostela

Mas para levar para casa a Compostela, documento outorgado pelas autoridades eclesiásticas, é suficiente completar 100 km a pé ou a cavalo, ou 200 em bicicleta. Esta credencial do Caminho, devidamente selada, demonstra a passagem ordenada, por motivo religioso ou espiritual, do Caminho.

Por que milhares de pessoas caminham a pé tantos dias seguidos? Qual o valor espiritual desta experiência, que tem raízes na Idade Média?

O Vatican News contatou o sacerdote espanhol Luis Miguel Modino, missionário na Amazônia, que acaba de percorrer o Caminho.

Somos peregrinos sempre em caminho

“Percorrer os passos que fizeram parte da vida de tantas pessoas há tantos séculos nos leva a refletir sobre a importância da História na construção do mundo e de nossa Igreja”.

“O túmulo do Apóstolo Santiago nos faz pensar na necessidade de ir além, de chegar a Deus e nos fazer presentes nos lugares onde as pessoas precisam de nossa ajuda para fazer o Reino de Deus e um mundo melhor”.

“ O Caminho é como um projeto de Deus que pode transformar a nossa vida pessoal e comunitária, e assim, a nossa sociedade ”

“É uma ocasião para refletirmos a partir de nossa missão como batizados, e sentir que com Jesus e com aqueles que caminham com Ele, nós podemos continuar caminhando e fazendo realidade daquilo que Deus espera de nós”.

Aqui, você pode ouvir o testemunho de Padre Luis Miguel:

Baixe e compartilhe

 

 

 


 

26 junho 2018, 14:34