Versão Beta

Cerca

Vatican News
Colômbia eleições Colômbia eleições  (ANSA)

Bispos Colômbia: "Vamos votar com consciência e responsabilidade"

Numa mensagem dirigida "aos fiéis católicos da Colômbia", a Conferência Episcopal Colombiana (CEC) convida todos a votarem "com conhecimento de causa, livremente e de modo responsável", recordando que "o voto é um direito e um dever moral que tem efeitos profundos sobre a vida de todos "

Silvonei José - Cidade do Vaticano

Neste domingo, 27 de maio, mais de 36 milhões de colombianos retornarão às urnas para eleger o presidente que ficará no poder por quatro anos. Seis candidatos estão competindo depois que o atual presidente, Juan Manuel Santos, governou o país por oito anos. Em sua mensagem, enviada à Agência Fides, os bispos convidam a pôr de lado a apatia, a desconfiança ou o pessimismo; a preparar-se com a oração, para que o Espírito Santo "nos permita escolher com sabedoria e honestidade, pensando apenas no bem comum; a rejeitar todos os tipos de vícios eleitorais, como a abstenção ou a compra e venda de votos". Eles também recomendam a confrontar os programas eleitorais e a não se deixarem manipular pela propaganda, "que às vezes engana, com informações prejudiciais ou com interesses diversos daqueles do bem comum”. Tudo isso mantendo-se coerentes “com as nossas crenças, impulsionados por razões e motivações que brotam do Evangelho” e em uma atmosfera de "respeito, diálogo e espírito cívico”.

O novo presidente deverá promover valores éticos e a defesa dos direitos humanos

À pergunta "a quem votar?" feita na mensagem, os bispos respondem que é necessário escolher aqueles que manifestam "o desejo de servir ao bem comum" e não aos interesses particulares. Para aqueles que mostram "a liberdade e a independência de qualquer corrente externa de colonização ideológica". Que sejam capazes de "escutar e aprender no diálogo democrático" e demonstrarem "solidariedade com os sofrimentos e as esperanças de todos os colombianos". O mesmo se aplica àqueles que querem "engajar-se na construção do país sobre valores éticos e promover políticas claras em favor da dignidade da pessoa, da proteção da família, da defesa da vida em todas as suas fases, do direito dos pais à educação de seus filhos, do cuidado da natureza".

Apelo aos jovens a votarem: "Não se deixem roubar a esperança"

Os bispos recordam: "não escolheremos um super-herói que possa fazer tudo, mas alguém capaz de guiar os esforços do povo colombiano em torno de um projeto comum de país". Por fim, convidam especialmente os jovens a "participarem com entusiasmo nestas eleições, impulsionados apenas por altos ideais. Não se deixem roubar a esperança!" exortam, lembrando o que o Papa pediu a eles. Finalmente, encorajam a colocar "nas mãos de Deus, através da intercessão da Santíssima Virgem Maria, os desejos de ter um país melhor a ser entregue às novas gerações; o compromisso e propósito de reconciliação nacional; e o serviço dos líderes eleitos", conclui a mensagem.

Primeiras eleições com as Farc como partido político

Segundo as últimas pesquisas, o candidato do partido Centro Democrático, Ivan Duque, permanece com 35%, seguido por Gustavo Petro, do movimento progressista com 25%. As eleições presidenciais deste ano, junto com as eleições legislativas realizadas em março, são as primeiras a serem realizadas com as Farc como um partido político e não mais como um movimento de guerrilha. (L.G. - Agência Fides)

Ouça a reportagem
27 maio 2018, 10:57