Versão Beta

Cerca

Vatican News
Carlos Aguiar Gomes Carlos Aguiar Gomes  

Natalidade em Portugal é de “hecatombe demográfica”

Alerta do Presidente da Associação Famílias, representante português em Viena (Áustria) na reunião da Federação das Associações Familiares Católicas na Europa.

Domingos Pinto – Lisboa

“Assistimos na Europa a políticas profundamente desumanas, cruéis”, sublinha à VATCAN NEWS o Presidente da Associação Famílias em Portugal que subscreve o comunicado final saído da reunião da semana passada da Federação das Associações Familiares Católicas na Europa.

Criada há mais de 20 anos, aquele organismo europeu congrega atualmente instituições de 14 países, incluindo de Portugal.

A necessidade de políticas nacionais que combatam o atual “Inverno demográfico” é uma das preocupações sublinhadas no documento, que defende a importância de cada nação tomar “consciência” e “agir” perante este problema.

“A Europa tirou do centro das suas preocupações a dignidade da pessoa humana”, diz Carlos Aguiar Gomes, que considera que “são os próprios europeus que querem combater a sua própria natalidade”.

Para o presidente da Associação Famílias, isto tem a ver “com muitos fatores, com a mentalidade anti-natalista, mas também com as políticas sociais, económicas e laborais que a Europa tem pugnado, tem defendido e tem proposto, um capitalismo selvagem, sem regras”.

Carlos Aguiar Gomes lembra que a baixa da natalidade em Portugal começou em 1980, uma situação que “neste momento é de hecatombe demográfica”, e deixa um alerta: “Em Portugal não há uma política de família”.

Já em relação à Terceira Idade, aquele responsável reafirma a posição da FAFCE que chama a atenção para a situação dos idosos e critica a legalização da eutanásia em Portugal.

“Isto é o cúmulo da falta de respeito pela dignidade e a liberdade das pessoas”, sublinha o presidente da Associação Famílias/Portugal.

Ouça a reportagem!
19 abril 2018, 13:16