Busca

Vatican News
Imigrantes iraquianos, iranianos e afegãos desembarcam em Calais, norte da França Imigrantes iraquianos, iranianos e afegãos desembarcam em Calais, norte da França  (AFP or licensors)

França: inauguração da "Casa Bakhita", centro de acolhimento de imigrantes

O centro, afirma uma declaração, "visa contribuir para a promoção dos migrantes, oferecendo um lugar de vida fraterna e espiritual".

Vatican News

Será inaugurada oficialmente neste sábado, 25 de setembro, às 14h locais, a "Casa Bakhita" como Josefina Bakhita, a religiosa canossiana do Sudão do Sul que nasceu escrava, em 1869, e se tornou santa no ano 2000. A "Casa Bakhita" é um centro de acolhimento e integração de imigrantes desejado pela Diocese de Paris, na França.

O centro, afirma uma declaração, "visa contribuir para a promoção dos imigrantes, oferecendo um lugar de vida fraterna e espiritual". O dia de abertura da "Casa Bakhita" será marcado por vários encontros e seminários, nos quais serão explicados os objetivos da estrutura, as formas de acompanhar as paróquias no cuidado pastoral dos migrantes, a formação de voluntários em sua missão, o nascimento da oficina de corte e costura para a integração social e profissional dos imigrantes sem documento, as iniciativas para reduzir sua distância social através do acesso digital e do acompanhamento para o emprego.

O dia será concluído com uma exposição fotográfica intitulada "Casa comum", a exibição de um documentário produzido pela Diocese de Paris e dedicado à história do projeto. Por fim, às 18h, a missa será celebrada pelo vigário-geral de Paris, pe. Michel Gueguen, na Paróquia de Saint-Denys-de-la-Chapelle.

"A Casa Bakhita", continua a nota, "nos convida a seguir os passos de Cristo, que nos chama a acolher e nos colocar a serviço dos pequenos e mais vulneráveis, como fez Jesus". O projeto foi lançado em 2018 "em resposta ao apelo do Papa Francisco para acolher, proteger, promover e integrar" todos os imigrantes, pois este é "um dever de justiça, civilização e solidariedade". A estrutura foi construída com a participação de cerca de 40 Centros parceiros, 50 migrantes e uma centena de voluntários.

Vatican News Service – IP/MJ

24 setembro 2021, 15:44