Busca

Vatican News
A devoção dos franciscanos à Mãe de Deus A devoção dos franciscanos à Mãe de Deus  

Terra Santa: a devoção dos franciscanos à Mãe de Deus

Através de uma seleção de objetos do acervo da Custódia da Terra Santa que serão expostos na futura seção histórica do Terra Sancta Museu, será possível conhecer a história dos franciscanos na Terra Santa e sua devoção à Mãe de Deus.

Lurdinha Nunes- Jerusalém

São Francisco de Assis e a indulgência da Porciúncula pela intercessão da Virgem Maria

Na matéria da série sobre a devoção dos franciscanos à Mãe de Deus, frei Stephane Milovitch diretor do Departamento do Patrimônio Cultural da Custódia e frei Alessandro Coniglio, professor do Studium Biblicum Franciscanum de Jerusalém, apresentam o quadro com a pintura em óleo sobre tela que representa São Francisco de Assis ajoelhado diante da aparição de Jesus e Maria. Nas palavras do frei Stephane Milovitch: “O episódio representado ocorre após o milagre das rosas evocado na pintura pelas flores vermelhas e brancas representadas na escada onde São Francisco está ajoelhado. É nesta ocasião que Jesus concede ao santo a indulgência da Porciúncula. O quadro que está em Jerusalém é uma cópia da pintura de Bartolomé Esteba Murillo, uma das figuras mais representativas da pintura barroca espanhola, pintada por volta de 1667 e mantida no Museu do Prado em Madrid. A cópia na igreja de São Salvador foi realizada na década de 1940 por uma freira Franciscana Missionária de Maria”.

A proteção concedida a São Francisco em um momento de tentação

“O episódio que está representado na pintura mostra justamente essa proteção concedida por Maria ao próprio São Francisco em um momento de tentação. Na verdade, as rosas que vemos a seus pés recordam o episódio em que o seráfico pai se atira nu sobre um roseiral atrás da igrejinha da Porciúncula, por ter sido dominado por uma tentação da carne. Tamanho era o seu amor a Deus, que não queria ofendê-lo de forma alguma e não teria temido as feridas infligidas pelos espinhos das rosas, para permanecer fiel à sua vocação de consagração total ao Senhor. Mas, aqui está o milagre! As rosas perderam os espinhos e Francisco venceu a tentação pela intervenção da graça Divina, mais do que por seu gesto ascético! Depois, voltando à Porciúncula, em frente ao altar, ele teve a visão de Jesus que, por intercessão da Santíssima Virgem sua Mãe, concedeu a Francisco a indulgência plenária para os peregrinos que viessem visitar aquela igrejinha em honra de Maria. Como Francisco, também nós podemos vencer todas as tentações olhando para Maria e, confiando nela, podemos obter de seu Filho Jesus a graça que nos salva no perdão dos nossos pecados. Com efeito, Maria não é só advogada da Ordem dos Frades Menores, mas de quem a invoca com fé e devoção sincera”: são as palavras do frei Alessandro Coniglio.

Terra Santa: a devoção dos franciscanos à Mãe de Deus
10 maio 2021, 13:49