Busca

Vatican News
JMJ 2023 Oração do Terço JMJ 2023 Oração do Terço 

JMJ 2023: jovens rezaram o Terço no dia 1 de maio

Acolhendo o apelo do Papa Francisco para que durante o mês de maio se reze o Terço pelo fim da pandemia de covid-19, os jovens portugueses reuniram-se em oração.

Rui Saraiva – Portugal 

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023 que terá lugar em Portugal vai fazendo o seu caminho de preparação dos jovens neste tempo de covid-19. No mês de maio o ritmo é feito com a oração do Terço “em sintonia com o apelo do Papa Francisco que convida, em maio, a uma maratona de oração pelo fim da pandemia” – refere o site oficial da JMJ 2023.

Ouça e compartilhe!

Um terço de todos e para todos

 

No dia 1 de maio a organização da JMJ 2023 convidou todos a rezarem o Terço numa iniciativa com transmissão online. Num momento em que já estão em distribuição os terços da Jornada, os jovens foram desafiados a viverem “a força da oração comunitária”.

A recitação começou na Sé de Lisboa e percorreu as dioceses de Portugal envolvendo uma comunidade religiosa, uma família, idosos de um lar, uma comunidade do Movimento Fé e Luz e profissionais de saúde. Destaque também para a participação de várias realidades da Igreja e da sociedade e de uma comunidade migrante em Portugal.

A oração do Papa

 

Nesse mesmo dia 1 de maio, o Papa Francisco rezou o Terço a partir da Basílica de S. Pedro. Em transmissão direta, através dos canais do Vaticano, o Santo Padre abriu um mês de oração mariana do Terço com a intenção do fim da pandemia de covid-19.

Na sua oração final, destaque para o apelo do Papa para que “as somas enormes” de dinheiro “usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos” sejam utilizadas para “promover estudos adequados para prevenir catástrofes” como a covid-19.

Recordamos aqui a oração final do Santo Padre:

“Sob vossa proteção buscamos refúgio, Santa Mãe de Deus”

Na dramática situação atual, carregada de sofrimentos e angústias que oprimem o mundo inteiro, recorremos a Vós, Mãe de Deus e nossa Mãe, refugiando-nos sob a vossa proteção.

Ó Virgem Maria, volvei para nós os vossos olhos misericordiosos nesta pandemia do coronavírus e confortai a quantos se sentem perdidos e choram pelos seus familiares mortos e, por vezes, sepultados de uma maneira que fere a alma.

Sustentai aqueles que estão angustiados por terem pessoas enfermas de quem não se podem aproximar, para impedir o contágio. Infundi confiança em quem vive ansioso com o futuro incerto e com as consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, alcançai-nos de Deus, Pai de misericórdia, que esta dura prova termine e que volte um horizonte de esperança e de paz. Como em Caná, intervinde junto do vosso Divino Filho, pedindo-Lhe que conforte as famílias dos doentes e das vítimas e abra os seus corações à confiança.

Protegei os médicos, os enfermeiros, os agentes de saúde, os voluntários que, neste período de emergência, estão na vanguarda arriscando a própria vida para salvar outras vidas. Acompanhai a sua fadiga heroica e dai-lhes força, bondade e saúde.

Permanecei junto daqueles que assistem noite e dia os doentes, e dos sacerdotes que procuram ajudar e apoiar a todos, com solicitude pastoral e dedicação evangélica.

Virgem Santa, iluminai as mentes dos homens e mulheres da ciência, a fim de que possam encontrar as soluções justas para vencer este vírus.

Assisti os Responsáveis das nações, para que atuem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo aqueles que não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e económicas com clarividência e espírito de solidariedade

Maria Santíssima, tocai as consciências para que as somas enormes usadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, antes, destinadas a promover estudos adequados para prevenir catástrofes do género no futuro.

Mãe amadíssima, fazei crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na certeza do vínculo que une a todos, para acudirmos, com espírito fraterno e solidário, à tanta pobreza e às inúmeras situações de miséria. Encorajai a firmeza na fé, a perseverança no serviço, a constância na oração.

Ó Maria, consoladora dos aflitos, abraçai todos os vossos filhos atribulados e alcançai-nos a graça de que Deus intervenha com a Sua mão omnipotente para nos libertar desta terrível pandemia, de modo que a vida possa retomar com serenidade o seu curso normal.

Confiamo-nos a Vós, que resplandeceis sobre o nosso caminho como sinal de salvação e de esperança, ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria. 

Conduzi os passos dos vossos peregrinos que desejam rezar e amar-vos nos Santuários dedicados a Vós em todo o mundo sob os mais variados títulos e que pedem a vossa intercessão, sede para cada um deles uma guia segura. Amen.

O Santuário de Fátima também vai participar nesta iniciativa mundial às 17 horas do dia 13 de maio. O Papa Francisco encerrará esta iniciativa de oração pelo fim da pandemia no dia 31 de maio, nos Jardins do Vaticano.

Laudetur Iesus Christus

04 maio 2021, 10:33