Busca

Vatican News
Vista panorâmica do sítio arqueológico de Ur Vista panorâmica do sítio arqueológico de Ur 

Após visita de Francisco, iniciativas querem incentivar peregrinações a Ur

No dia 6 de março de 20201 o Papa Francisco participou de um histórico Encontro Inter-religioso em Ur dos caldeus, no Iraque, onde Abraão falou pela primeira vez com Deus e de onde iniciou sua missão que liga profundamente os destinos de judeus, cristãos e muçulmanos.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Uma dezena de expoentes de diferentes Igrejas cristãs de todo o mundo são esperados nos próximos dias em Ur dos caldeus, a cidade iraquiana de onde, segundo a tradição, teve início a peregrinação do Patriarca Abraão, Pai das três religiões monoteístas.

No sábado, 8 de maio, os membros da delegação rezarão juntos na morada de Abraão, em uma peregrinação que também expressa o desejo de ver recomeçar e crescer o fluxo das peregrinações naquela área, quando também o país tiver saído da crise pandêmica.

A visita dos expoentes cristãos a Ur realiza-se por ocasião da posse oficial do bispo sírio-católico Firas Mundher Drdr como Exarca patriarcal de Basra e do Golfo. A cerimônia de posse terá lugar em Basra na sexta-feira, 7 de maio, e contará com a presença do Patriarca sírio-católico de Antioquia, Inácio Youssef III Younan. No dia seguinte, 8 de maio, o Patriarca e os demais eclesiásticos presentes na cerimônia irão a Ur.

 

Como aponta o site ankawa.com, a visita da delegação de eclesiásticos faz parte da tentativa - também apoiada por autoridades locais e nacionais - de valorizar a área de Ur dos Caldeus como meta de peregrinação, depois que aquele lugar crucial para a história da salvação acolheu um dos momentos-chave da visita do Papa Francisco ao Iraque, realizada de 5 a 8 de março de 2021.

A esperança de ver o crescimento do turismo religioso e arqueológico em Ur e em toda a região iraquiana de Dhi Qar já esteve no centro das conversas entre representantes eclesiásticos e autoridades civis locais e nacionais, juntamente com a solicitação para dedicar maior atenção e recursos para o setor turismo.

A Inspetoria de Antiguidades de Dhi Qar já sondou a possibilidade de envolver também ONGs e organizações internacionais como potenciais parceiros em projetos que visam o desenvolvimento de infraestruturas turísticas em torno da antiga cidade de Ur.

 

A localização em Ur da "casa de Abraão" representa um potencial, inegável incentivo para estimular o turismo religioso na região. A este respeito, o site ankawa.com também traz a declarações do porta-voz do ministro do exterior iraquiano Fuad Mohammed Hussein, recebido no Vaticano pelo Papa Francisco na segunda-feira, 3 de maio.

Nas declarações referidas no site iraquiano, é destacada a importância de cuidar e valorizar as áreas arqueológicas do Iraque, envolvendo também empresas locais e estrangeiras na construção e gestão das obras necessárias para garantir o relançamento dessas áreas também como atrativos turísticos.

A maior peregrinação dos cristãos iraquianos nos últimos anos foi justamente aquela que em abril de 2016 viu cerca de 200 caldeus de Bagdá irem a Ur. O bispo caldeu Basilio Yaldo e sete sacerdotes, cristãos pertencentes a diversas comunidades e paróquias de Bagdá, viveram aquela peregrinação como um "momento forte" no espírito do Ano da Misericórdia.

Na ocasião, foi celebrada uma Liturgia Eucarística no sítio arqueológico, não muito longe do Zigurate sumério, sob uma tenda montada em recordação à de Abraão.

Com Agência Fides

06 maio 2021, 10:46