Busca

Vatican News

Bispos venezuelanos aos comunicadores: anunciar a verdade e denunciar injustiças

Reconhecendo a importância da comunicação, como eixo transversal da sociedade, o Setor de Comunicação do Episcopado Venezuelano incentiva os comunicadores a trabalhar de modo positivo e convida todos os envolvidos nas redes sociais a orientar suas políticas de comunicação "para a defesa e promoção dos valores da pessoa, da família, da justa informação e da liberdade de expressão”, segundo as diretrizes do Conselho Plenário da Venezuela

Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

A Igreja celebrou, no domingo (16/5), Solenidade da Ascensão do Senhor ao Céu, o 55° Dia Mundial das Comunicações Sociais, para o qual o Papa Francisco escreveu uma Mensagem, que tem como tema “Vem e verás” (Jo 1, 46): Comunicar encontrando as pessoas, onde estão e como são”.

Em sua Mensagem, o Papa convida-nos a “sair da cômoda presunção do “já se sabe” para se mobilizar, ir, ver, estar com as pessoas, ouvi-las, colher as sugestões da realidade, que jamais deixará de nos surpreender em qualquer um dos seus aspectos”.

Campanha nas redes sociais

Partindo desta Mensagem papal, o Setor de Comunicação da Conferência Episcopal da Venezuela (CEV) lançou uma campanha, nas redes sociais, para ressaltar a coragem de quem se compromete com o anúncio da verdade e denúncia das injustiças.

O Setor de Comunicação dos bispos venezuelanos havia destacado, num comunicado, o objetivo da iniciativa: a campanha se propôs levar “os comunicadores a dar um verdadeiro significado ao compromisso social, pelo bem comum das pessoas, com base na responsabilidade formativa e informativa que tem todo profissional da comunicação, que influencia a opinião pública e o pensamento crítico da sociedade”.

Defesa e promoção dos valores da pessoa

Reconhecendo a importância da comunicação, como eixo transversal da sociedade, o Setor de Comunicação do Episcopado Venezuelano incentiva os comunicadores a trabalhar de modo positivo e convida todos os envolvidos nas redes sociais a orientar suas políticas de comunicação "para a defesa e promoção dos valores da pessoa, da família, da justa informação e da liberdade de expressão”, segundo as diretrizes do Conselho Plenário da Venezuela.

(Com Fides)

18 maio 2021, 10:26