Vatican News
Fiel venezuelano protegido por máscara na celebração da Sexta-feira Santa Fiel venezuelano protegido por máscara na celebração da Sexta-feira Santa  (AFP or licensors)

Na Venezuela, 24 padres já morreram de Covid-19

Os riscos de contágio e a possibilidade de morte não impediram a vocação ao serviço dos padres venezuelanos em sua missão de "médicos da alma".

Vatican News

Ouça e compartilhe!

A Conferência Episcopal da Venezuela (CEV) contabilizou 201 padres infectados e 24 mortes desde março de 2020, quando o coronavírus chegou ao país. O número de infectados representa 10% do total do clero venezuelano, enquanto que os que morreram com o vírus representam 11,9% dos infectados e 1,2% do número total de presbíteros do país.

Mesmo com as restrições nas igrejas e as medidas de biossegurança adotadas - refere uma nota do episcopado venezuelano - os sacerdotes, priorizando a sua vocação ao serviço dos outros, não ignoraram sua missão de "médicos da alma".

Dom José Trinidad Fernández, bispo auxiliar de Caracas e secretário geral da CEV, disse que “a vida da Igreja não para”. A missão continua e o cuidado espiritual e social procurou continuar, levando em consideração as medidas preventivas, especialmente o distanciamento, a desinfecção e o uso de máscaras.

O prelado indicou que a Igreja encoraja, acompanha e assiste sacramentalmente os fiéis, seguindo os mecanismos de biossegurança segundo a forma como cada diocese os assumiu e adaptou à sua realidade, com protocolos e orientações específicas, de acordo com o comportamento do vírus em cada região.

“Não estamos aqui para encher templos, mas para acompanhar”, acrescentou Dom Fernández, que convidou a manter a esperança, porque “na vida diária Deus nos acompanha porque somos templos de Deus, Deus mora no coração, não pode haver lugar para tristeza, a desilusão, o desencanto”.

Em meio a uma situação mundial crítica em relação à pandemia e aos temores e angústias que ela suscita, é também um momento em que as pessoas precisam se aproximar de Deus para confortar o espírito, e os sacerdotes, por conseguinte, procuram responder a esta necessidade fundamental, doando sua humanidade, embora tentando manter os cuidados necessários.

Em um recente comunicado, a CEV instou as autoridades a resolver prontamente a vacinação contra a Covid-19 na Venezuela. Os bispos apelaram aos órgãos públicos e privados para que cheguem a acordos para obter as vacinas necessárias para proteger toda a população sem discriminação.

Vatican News Service 

20 abril 2021, 14:12