Busca

Vatican News
Rei jordaniano Abdullah II (frente), acompanhado por seu filho, o príncipe herdeiro Hussein (esq) e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas da Jordânia General Yousef Huneiti (dir), chegando ao Memorial do Mártir na capital Amã, durante uma cerimônia oficial que marca o centenário do Reino Rei jordaniano Abdullah II (frente), acompanhado por seu filho, o príncipe herdeiro Hussein (esq) e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas da Jordânia General Yousef Huneiti (dir), chegando ao Memorial do Mártir na capital Amã, durante uma cerimônia oficial que marca o centenário do Reino 

Patriarca Pizzaballa felicita rei Abdullah II pelos 100 anos do Reino da Jordânia

A Jordânia tem uma população de pouco mais de 9,5 milhões de pessoas. Os cristãos são minoria no país onde o Islã sunita é professado por 92% da população. O país é considerado um dos lugares mais seguros do Oriente Médio, tendo acolhido milhares de refugiados cristãos iraquianos que fugiram do Estado Islâmico, mas o grande fluxo da Síria acabou por incidir nos recursos e infraestrutura nacionais.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

O patriarca Latino de Jerusalém Pierbattista Pizzaballa enviou uma mensagem de felicitações ao rei Abdullah II Ibn Al-Hussein, por ocasião do 100º aniversário do Reino da Jordânia. O Emirado da Transjordânia foi fundado em 11 de abril de 1921 e tornou-se o Reino Hachemita da Jordânia em 1946, após a independência formal da Grã-Bretanha.

Em sua mensagem em nome da família do Patriarcado Latino - bispos, padres, religiosos e religiosas e crentes da Palestina, Jordânia, Israel e Chipre - o patriarca confirmou seu desejo de continuar a cooperação com o Reino Hachemita por meio das igrejas, escolas e Instituições eclesiásticas, empenhadas nos campos espiritual, cultural e humanitário a serviço do povo jordaniano, bem como no fortalecimento dos valores da paz, do diálogo e da convivência.

Dom Pizzaballa, informa o portal do Patriarcado Latino de Jerusalém, também assegurou suas orações para que o Rei Abdullah II sempre preserve a saúde e a sabedoria, guie o povo jordaniano para a segurança e estabilidade e promova iniciativas de diálogo em benefício de todos.

O desejo expresso pelo patriarca é que a Jordânia, sob a liderança do Rei Abdullah II e da família Hachemita, continue a ser um oásis de encontro para todos os seres humanos.

A este respeito, o patriarca Piazzaballa recordou as palavras de agradecimento do Papa Francisco na mensagem de Páscoa Urbi et Orbi dirigida aos países "que acolhem com generosidade os sofredores" em busca de refúgio, “especialmente o Líbano e a Jordânia, que acolhem muitos refugiados que fugiram do conflito sírio”.

Vatican News Service - TC

21 abril 2021, 13:30