Busca

Vatican News
Interior da Basílica do Santo Sepulcro Interior da Basílica do Santo Sepulcro  (AFP or licensors)

No Santo Sepulcro, Missa nas intenções dos benfeitores dos lugares santos

Os fiéis ao redor do mundo que ajudam os lugares santos, bem como os países que sofrem com a pandemia, estiveram na intenção de uma Santa Missa presidida pelo Custódio da Terra Santa na Edícula do Santo Sepulcro, em Jerusalém.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

“O sentido desta celebração é rezar pelos benfeitores da Terra Santa. Sabemos que sem o seu apoio seria impossível cumprir esta missão que é em benefício da comunidade local e também dos peregrinos, quando puderem regressar”.

Foi o que disse o Custódio da Terra Santa, padre Francesco Patton, na Missa celebrada na manhã de terça-feira, 20, dentro da Edícula do Santo Sepulcro, nas intenções dos que sustentam a Igreja nos lugares onde Jesus viveu.

“Sentimos como um dever de gratidão celebrar aqui, no lugar mais sagrado de todo o cristianismo, por aqueles que nos ajudam, nos apoiam também economicamente - afirmou o religioso franciscano. Assim, permitem-nos continuar a missão que a Igreja nos confiou”.

O Custódio da Terra Santa, informa o portal da Custódia, rezou também por todos os países que sofrem com a pandemia. “Países como Brasil, Índia, estão sofrendo terrivelmente, bem como muitos outros, um pouco em todo o mundo. A oração pelos enfermos aqui no lugar da Ressurreição tem um valor particular porque ilumina também com a força da fé e com a virtude da esperança aquele que é o caminho que alguns países ainda estão percorrendo para sair da pandemia”.

Padre Patton também rezou pelo retorno dos peregrinos e dos cristãos de todo o mundo, afirmando que a celebração no túmulo de Jesus “ajuda também os cristãos de todo o mundo a compreender o valor não só da Páscoa mas da Celebração Eucarística que é sempre um memorial à Páscoa”.

Frei Francesco Patton, Custódio da Terra Santa
21 abril 2021, 06:00