Busca

Vatican News

Colômbia. Igreja celebra neste 3 de maio o Dia da Reconciliação

Na Festa da Exaltação da Santa Cruz, 3 de maio, a Igreja colombiana dedica, todos os anos, este dia à reconciliação, inspirada na visita do Papa em 2017, quando em Villavicencio convidou os colombianos a serem construtores da paz. O Dia da Reconciliação na Colômbia é também uma ocasião para exortar aqueles que governam e aqueles que trabalham na construção da paz e da convivência, "para que todas as suas ações sejam inspiradas pela verdade, justiça, perdão e reconciliação que vêm do Espírito Santo"

Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

"Oração, reflexão e encontro fraterno são meios através dos quais experimentamos o amor e a misericórdia de Deus Pai, que nos acompanha e nos reconcilia com Ele mesmo, com os irmãos, com nós mesmos e com a Casa Comum, para que nos tornemos construtores da paz. Esta é a intenção da Igreja da Colômbia de celebrar o Dia da Reconciliação promovido cada ano pela Conferência Episcopal da Colômbia (CEC), na festa da Exaltação da Santa Cruz."

Por ocasião da visita apostólica do Papa Francisco à Colômbia e do grande Encontro de Oração pela Reconciliação Nacional, em Villavicencio, em setembro de 2017, refere uma nota publicada no site da CEC - os bispos da Colômbia concordaram em instituir o Dia da Reconciliação, em 3 de maio, festa da Exaltação da Santa Cruz.

Ações sejam inspiradas pela verdade, justiça e perdão

Para este fim, o Departamento de Liturgia do Secretariado Permanente do Episcopado, com a colaboração do padre Diego Alberto Uribe Castrillón, professor da Pontifícia Universidade Bolivariana de Medellín, preparou um subsídio litúrgico para a celebração do dia, de acordo com o momento em que a humanidade está vivendo por causa da pandemia.

O Dia da Reconciliação na Colômbia é também uma ocasião para exortar aqueles que governam e aqueles que trabalham na construção da paz e da convivência, "para que todas as suas ações sejam inspiradas pela verdade, justiça, perdão e reconciliação que vêm do Espírito Santo".

Deixar-se reconciliar com Deus

Para o povo colombiano, o convite dos bispos é "deixar-se reconciliar com Deus" e receber "o dom de abrir as portas para todas e cada uma das pessoas que viveram a dramática realidade do conflito e de se tornarem construtores de paz e de convivência saudável".

A CEC exorta a rezar pelas pessoas que sofrem porque lhes falta o necessário para viver com dignidade, ou seja, subsistência, proteção e afeto, mas também para que a caridade possa levá-las a ser solidárias com elas, suas famílias e comunidades.

Festa da Exaltação da Cruz

Uma oração que inclui as famílias, especialmente aquelas que "por causa da violência, deslocamento e dificuldades sofreram dispersão". Para elas, os bispos exortam que as pessoas e as instituições, "a partir do Evangelho, se comprometam com elas e experimentem a misericórdia de Deus, o Pai, que sempre as abençoa e as acompanha".

O episcopado convida os fiéis a dispor seus corações com fé e esperança na Festa da Exaltação da Cruz para que "este sacrifício nos purifique de todo pecado, alcance para nós a graça da reconciliação e nos ilumine para caminhar na esperança, de modo que possamos ser instrumentos da paz de Deus no meio de nossas comunidades".

Vatican News - ATD/RL

30 abril 2021, 16:30