Busca

Vatican News
Terra Santa Terra Santa 

A presença franciscana na Terra Santa: a Custódia em números

Santuários, paróquias, escolas, lares e muito mais. Uma presença franciscana de 800 anos na Terra Santa, que desde sempre apoiou os cristãos locais. A semana Santa em Jerusalém numa conversa com Lurdinha Nunes.

Vatican News

História, raízes, memória: as da Custódia da Terra Santa remontam há mais de 800 anos. Quando São Francisco de Assis enviou seus frades para estabelecer a "Província de Além Mar". Pouco depois, eles mesmos receberiam um mandato claro: guardar - em nome da Igreja Católica - os Lugares Santos, testemunhas da vida, morte e Ressurreição de Jesus.

No arquivo custodial encontramos documentos muito preciosos: da bula de 1342 com a qual o Papa Clemente VI instituiu a Custódia da Terra Santa a outros documentos.

800 anos de presença franciscana na Terra Santa. Memória, história e raízes que, para Frei Francesco Patton, são fundamentais. Eis a Custódia da Terra Santa em números:

Fr. FRANCESCO PATTON, ofm - Custódio da Terra Santa

300 missionários, 80 santuários, 25 paróquias, 18 escolas, 5 lares para enfermos e órfãos, 6 lares para peregrinos, 3 institutos acadêmicos, 2 editoras, 1.074 postos de trabalho, 630 unidades habitacionais para famílias carentes, mais de 500 bolsas anuais para estudantes universitários, 1.470 casas reconstruídas na Síria.

A educação e o crescimento das novas gerações são alguns dos campos aos quais a Custódia da Terra Santa dedica maior atenção. Uma atividade diária que se concretiza nas 15 escolas que mantém em 5 países, frequentadas por 11.000 alunos e 1.100 professores.

Fr. IBRAHIM FALTAS, ofm - Diretor das Escolas Terra Santa

Há uma bela convivência e um belo diálogo ecumênico em nossas escolas. Vivemos essa convivência praticamente todos os dias.

Fr. FRANCESCO PATTON, ofm - Custódio da Terra Santa

Entre as escolas existe uma, a escola de música "Magnificat", que tem a particularidade de ver judeus, cristãos e muçulmanos juntos.

Fr. ALBERTO PARI, ofm - Diretor da escola de música “Magnificat”

É um grande projeto da Custódia da Terra Santa, e é uma escola aberta a todos: a maioria dos alunos é cristã, mas também há muçulmanos e judeus. Temos a grande esperança de formar uma geração de músicos sem fronteiras.

A Custódia da Terra Santa oferece mais de 582 casas em Jerusalém - distribuídas dentro e fora da cidade antiga – além de 72 casas em Belém, abrigando aproximadamente 2.050 pessoas no total.

GRAZIELLA QAMAR - Moradora da Cidade Antiga de Jerusalém

Esta casa é toda a minha vida. É um lugar especial para mim e nunca poderia deixá-la. Meu filho Musa tentou várias vezes me persuadir a ir morar fora do país, mas sempre respondi com uma recusa absoluta.

Até o momento, os pedidos de moradia atingiram mais de 700, dos quais pelo menos 250 são urgentes.

Na Síria, desde 2017, a Custódia ajuda a população local a reconstruir ou reformar as próprias casas afetadas pela longa guerra iniciada em 2011. Ajuda chega nas pequenas cidades através dos párocos, e em particular em Alepo, em colaboração com a Associação Pró Terra Santa, já foram reconstruídas 700 casas.

Mas a primeira e principal missão para os franciscanos permanece sempre a mesma: guardar os Lugares Santos. São 80 santuários presentes nas atuais fronteiras de Israel, Palestina, Jordânia e Síria.

Do Monte Nebo, lugar de onde Moisés contemplou a Terra Prometida...aos santuários da vida, paixão e morte de Jesus. Jerusalém é considerada o coração da Terra Santa.

No Monte das Oliveiras, os Santuários da Paixão: o pranto e o lamento de Jesus sobre Jerusalém são celebrados na igreja de Dominus Flevit, que oferece uma das vistas mais significativas da Cidade Santa.

Poucos metros abaixo, ao lado do jardim das oliveiras, está a Basílica do Getsêmani, local onde Jesus rezou na noite da Quinta-feira Santa, antes de ser preso.

Dentro das Muralhas de Jerusalém, os peregrinos refazem as XIV estações da Via-Sacra. Uma prática iniciada pelos franciscanos em 1600 e que se repete todas as sextas-feiras até hoje.

Mas Jerusalém tem um coração para os cristãos: a Basílica do Santo Sepulcro, onde se encontram o Calvário e o Túmulo de Jesus.

Fr. FRANCESCO PATTON, ofm - Custódio da Terra Santa

Por isso, todos os anos pedimos ajuda, também no sentido econômico, de todos os cristãos do mundo, e agradecemos tudo o que os cristãos de todo o mundo nos dão como expressão de sua proximidade, sua solidariedade e seu amor.

A semana Santa em Jerusalém numa conversa com Lurdinha Nunes do Cristian Media Center.

Ouça e compartilhe

Fonte: CMC

 

 

02 abril 2021, 12:28