Vatican News
Refugiada síria olha de uma tenda, montada para receber refugiados no Vale de Bekaa Refugiada síria olha de uma tenda, montada para receber refugiados no Vale de Bekaa 

Caritas Espanha reitera seu apoio às vítimas do conflito na Síria

A Caritas Espanha conseguiu arrecadar cerca de 5.776.138,78 euros para a Síria, financiando ao menos 80 projetos humanitários, sem falar nas diversas ações de ajuda, que vão desde fornecimento de alimentos até bolsas de estudo e material escolar.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

O último dia 15 de março marcou o décimo aniversário do conflito na Síria. Para a ocasião, a Caritas Espanha, em nota publicada em seu site, reiterou seu apoio às vítimas da guerra no país, “uma das mais complexas e prolongadas crises em nível global", que em dez anos levou a "perdas contínuas de vidas humanas" - mais de 470.000 pessoas – a "deslocamentos massivos de população, ao exílio de milhões de pessoas nos países vizinhos" e tornou impossível a recuperação para as comunidades locais, devido às hostilidades em curso em áreas localizadas.

Desde o início da crise em 2011 - sublinhou o comunicado -, a Caritas Espanha tem estado muito presente, apoiando a Caritas Síria e outras Caritas nacionais da região e da Europa do Leste, numa tentativa de responder às necessidades de um total de 534.258 pessoas.

 

Foram 80 projetos humanitários financiados pelo organismo católico, no âmbito da campanha "Caritas con la Syria", quer no próprio país como nos países que acolhem comunidades de refugiados, como Iraque, Líbano, Jordânia, Turquia, Grécia, Albânia, Sérvia, Croácia, Bósnia-Herzegovina e Macedônia.

A Caritas Espanha conseguiu arrecadar cerca de 5.776.138,78 euros para a Síria de doadores espanhóis e, graças aos seus fundos de emergência, investiu 8.978.095,57 euros em diversas ações de ajuda humanitária, proporcionando acesso a alimentos e água potável; combustível para aquecimento e cozinha; alojamento; produtos não perecíveis para uso pessoal e roupas de criança; assistência médica ambulatorial e móvel e assistência farmacêutica; assistência a gestantes e lactantes; apoio psicossocial; cobertura educacional por meio de cursos de capacitação, bolsas e material escolar.

Entre outras coisas, programas de apoio também foram implementados para comunidades locais que acolhem refugiados sírios; projetos para acompanhar órfãos de guerra por meio de instituições sociais locais; atividades para promover o emprego; e no ano passado, planos de segurança foram ativados para lidar com a propagação da pandemia Covid-19, bem como produtos para prevenção.

Para a campanha pela Síria, onde se estima que existam hoje mais de 11 milhões de pessoas necessitadas de ajuda humanitária, contribuíram 42 Caritas diocesanas em todo o país, instituições privadas e administrações públicas, como a AECID (Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento).

Vatican News Service - AP

17 março 2021, 13:17