Busca

Vatican News
Ecologia e cuidado do ambiente Ecologia e cuidado do ambiente 

Em 11 de março, ação inter-religiosa e global pelo clima

A rede global inter-religiosa "Green Faith International" promove, nesta quinta-feira (11/03), uma oração unitária e silenciosa para expressar a necessidade de melhorar a proteção da Criação.

Isabella Piro – Vatican News

“Pedir uma liderança climática, guiada pela compaixão, amor e justiça.” Com este objetivo, a rede global inter-religiosa "Green Faith International" promove nesta quinta-feira, 11 de março, uma ação comum para o clima às 11 da manhã. Desta forma, nos lugares de culto e nas casas do mundo, pessoas de diferentes credos e tradições espirituais se unem virtualmente em oração e fazem alguns minutos de silêncio para a proteção da Criação. “Os nossos corações estão preocupados ao ver milhões de comunidades, entre as mais vulneráveis do mundo, afetadas pelo aumento da temperatura e do nível do mar, incêndios florestais, secas e tempestades violentas”, lê-se no comunicado do evento. “O nosso imperativo moral não poderia ser mais claro: as pessoas de fé devem fazer ouvir sua voz e se mobilizar.”

O apelo e a oração

A data e hora escolhida para a iniciativa não é casual: os organizadores querem simbolizar que "chegamos à décima primeira hora, a última hora antes do fim" e que, portanto, "não há mais tempo para adiar ou encontrar desculpas para não agir. São necessárias medidas fortes, rápidas e abrangentes para limitar efetivamente os efeitos do aquecimento global". A Cop26, a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, programada para Glasgow, no Reino Unido, de 1 a 12 de novembro, é chamada em causa. Espera-se que desta conferência possam emergir decisões concretas "para garantir 100% de energia renovável para todos; prever o fim dos combustíveis fósseis, da agricultura industrial e do desmatamento, e criar milhões de empregos ecológicos com salários dignos", explica Green Faith International.

Além da oração, é possível aderir à iniciativa de hoje assinando a declaração "Humanidade Sagrada, Terra Sagrada", divulgada pelos organizadores, que visa promover uma ecologia integral, inseparável do respeito pela dignidade humana e do bem comum, ou fazer uma selfie ao ar livre, às 11 horas da manhã, com uma mensagem exortando as autoridades de todo o mundo a tomarem medidas decisivas para salvar o clima, a Terra e seus habitantes. A foto é compartilhada nas redes sociais com as hashtags #Faiths4Climate e #SacredPeopleSacredEarth.

Diferentes iniciativas no mundo

Muitos participantes da iniciativa planejaram momentos específicos: na Bélgica, por exemplo, algumas paróquias católicas convidaram os fiéis a jejuar, reduzir o consumo de água e não usar carros para limitar a poluição. Na Suíça, a Igreja Protestante de Genebra toca os sinos de seus lugares de culto para chamar a atenção dos fiéis. Em Bouxwiller, na Alsácia, França, os luteranos exortam a cozinhar uma refeição apenas com ingredientes sazonais e zero km, de modo a calcular seu impacto ecológico em todo o ecossistema. Iniciativas semelhantes ocorreram na Austrália, que com seu fuso horário chegou ao fim do dia, com uma sessão em frente ao Parlamento para pedir ao governo que se comprometa a alcançar zero emissões até 2030.

Em Minnesota, EUA, mais de 200 membros do clero e pessoas de fé se mobilizam junto ao rio Mississippi para pedir ao presidente Biden que rejeite projetos de combustíveis fósseis. Vários eventos também estão planejados na África. Por exemplo, em Nairóbi, Quênia, um grupo de jovens de diferentes religiões planta mil árvores e convoca publicamente o Ministério Nacional de Energia para acabar com a exploração de combustíveis fósseis. Por fim, em Santiago do Chile, as igrejas católica e protestante, junto com os templos baha'i e budistas, tocarão seus sinos pedindo a seus governos para não reprimir os protestos climáticos e ambientais.

11 março 2021, 16:11