Busca

Vatican News
Familiares recordam vítimas dos atentados em cemitério de Negombo Familiares recordam vítimas dos atentados em cemitério de Negombo  (AFP or licensors)

Sri Lanka: pedindo justiça, cardeal Ranjith ameaça recorrer a Tribunal Internacional

O arcebispo de Colombo, cardeal Malcolm Ranjith, disse estar insatisfeito com as investigações conduzidas pelo Departamento de Investigação Criminal sobre os atentados na Páscoa de 2019. "Nosso povo não pode mais tolerar isso", disse ele. “Se não conseguirmos justiça da Comissão ou do governo, teremos de agir”, acrescentou.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

“Se a Comissão presidencial e o governo não fizerem justiça às vítimas do ataque na Páscoa, apelarei ao Tribunal Internacional de Justiça”.

É o que afirma com veemência o cardeal Malcolm Ranjith, arcebispo de Colombo, em nota divulgada na quinta-feira, 11, em que exorta o governo a fornecer cópia do Relatório final da investigação da Comissão presidencial sobre os ataques terroristas no domingo de Páscoa de 2019, para descobrir quem estaria por trás deles. Nos ataques contra três igrejas e três hotéis de luxo perpetrados pelo grupo extremista islâmico local National Thowheed Jamath, foram mortas 279 pessoas e mais de 500 ficaram feridas.

 

O cardeal disse estar insatisfeito "com a forma como o Departamento de Investigação Criminal (CID) conduziu a investigação sobre os atentados de Páscoa e com a forma como o CID atuou". "Nosso povo não pode mais tolerar isso", disse ele. “Se não conseguirmos justiça da Comissão ou do governo, teremos de agir”, acrescentou.

O Relatório Final da Comissão Presidencial - instituída pelo ex-presidente Maithripala Sirisena em 2019 - formado por 472 páginas e 215 anexos, foi entregue ao presidente Gotabaya Rajapaksa em 1º de fevereiro. De acordo com a ministra dos Meios de Comunicação e Informação, Keheliya Rambukwella, em breve será discutido pelo governo.

Vatican News Service – AP

12 fevereiro 2021, 14:32