Busca

Vatican News

Noruega: missa ao ar livre no início da Quaresma, entre cinzas e neve sobre fiéis

O bispo de Trondheim, região central da Noruega, celebrou a missa da Quarta-feira de Cinzas ao ar livre, sob a neve, para permitir a participação do maior número de pessoas. Pela primeira vez, desde março do ano passado, uma missa foi celebrada na cidade com mais de 10 participantes – número máximo consentido pelas medidas em vigor no país para responder à pandemia de Covid-19.

Charlotta Smeds, Andressa Collet - Vatican News

Em uma fria noite de inverno, cerca de 100 católicos de Trondheim, cidade da região central da Noruega, se reuniram para participar da Santa Missa da Quarta-feira de Cinzas, no dia 17 de fevereiro. A celebração foi presidida pelo bispo Erik Varden em frente à Catedral de São Olav, na Praça São João Paulo II.

Celebração ao ar livre: a única solução

Desde 12 de março do ano passado, a fim de evitar o contágio do coronavírus, a Noruega adotou medidas que exigem um máximo de 10 participantes nas missas e outras celebrações realizadas na igreja. Com essa realidade e para permitir a participação do maior número de pessoas no início da Quaresma, o bispo local decidiu celebrar a missa fora da igreja, mesmo em pleno inverno rigoroso.

Dom Varden comentou: “vivemos em uma espécie de jejum há quase um ano", enfatizando que a iniciativa não é tanto um protesto quanto uma resposta a uma necessidade:

“Muitas pessoas acham as restrições dolorosas e frustrantes, mesmo se ao mesmo tempo percebam que são necessárias para deter a pandemia, e por isso as respeitam. Quando o município deu o passe verde para celebrar a missa ao ar livre na praça em frente à igreja, senti uma sensação de alívio pois sabia quantos fiéis haviam concorrido a esses 10 lugares, com o desejo de iniciar o caminho quaresmal rumo à Páscoa com a missa. E, assim, na quarta-feira, nós enfrentamos o frio.”

De fato, a missa durou uma hora e, no final, quando dom Varden agradeceu às pessoas por terem vindo, ele recomendou que todos fossem para casa e tomassem uma bebida quente.

As cinzas e a neve

As restrições de acesso à praça foram estabelecidas a um limite de 100 fiéis. Antes do início da missa, o bispo lembrou as pessoas de manter a distância de segurança prescrita. As tochas, que haviam sido colocadas na neve para enquadrar a área de acesso, também ajudaram a dar luz e calor aos participantes, que sofreram com o frio e o vento. No momento da imposição das cinzas, começou inclusive a nevar, e enquanto o bispo passava de um fiel ao outro, espalhando as cinzas sobre as cabeças, os flocos de neve desciam silenciosamente do céu.

Deus é fiel

Apesar do frio e da escuridão, foi uma celebração sugestiva. Na homilia, que foi muito curta dadas as circunstâncias, dom Varden falou da Quaresma como uma peregrinação, e lembrou:

“Juntos podemos voltar a Deus... Alegra-nos que Deus não desiste conosco - mesmo que sejamos infiéis, Ele é fiel. Ele vê a nossa semente de boa vontade mesmo quando parece congelada no gelo.”

Bispo ordenado em meio à pandemia

A diocese de Trondheim, na região central da Noruega, conta com 16 mil fiéis que representam 120 nacionalidades diferentes. Antes de 12 de março do ano passado, a catedral tinha entre 1200 e 1500 participantes nas missas de domingo.

Depois de mais de 10 anos, a diocese de Trondheim tem um novo bispo. Em meio à pandemia, dom Erik Varden, norueguês de nascimento, foi ordenado bispo de Trondheim no início de outubro, depois de ter sido abade trapista no mosteiro Monte Saint Bernard na Inglaterra. Assim, ele ainda não serviu como bispo em circunstâncias normais.

Queremos estar juntos

“Tem sido um ano incrível", disse dom Varden, "mas a vida consiste de coisas em grande parte imprevisíveis. Pode ser difícil, mas é também uma oportunidade. Toda crise leva a uma oportunidade: torna as coisas mais claras ao remover o supérfluo". Contente com o sucesso da missa da Quarta-feira de Cinzas, o bispo afirmou que não há planos para mais celebrações como essa, mas não descarta que continuará a celebrar missas ao ar livre, caso considere necessário.

19 fevereiro 2021, 12:35