Busca

Vatican News
Padre John Peter Bebeley em transmissão na Rádio Maria em Freetown Padre John Peter Bebeley em transmissão na Rádio Maria em Freetown 

Aumento no número de fiéis leva à construção de nova igreja em Freetown, Serra Leoa

A nova estrutura acolherá centenas de paroquianos e de segunda a quinta-feira vai acolher atividades para cerca de 150 crianças. Também estão previstos serviços didáticos para maternais e escolas primárias administradas pela paróquia dos salesianos.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Em aumento o número de fiéis em Freetown, Serra Leoa, a ponto de ser necessária uma nova igreja, atualmente em construção. O local de culto - relata a agência ACI Africa - pertence à paróquia local dedicada a Santo Agostinho e confiada aos salesianos.

“Com o aumento do número de paroquianos e das dimensões da comunidade - informam os religiosos de Dom Bosco - empreendemos um projeto em várias etapas de ampliação da igreja anterior, agora obsoleta.”

A nova estrutura acolherá centenas de paroquianos e de segunda a quinta-feira vai acolher atividades para cerca de 150 crianças. Também estão previstos serviços didáticos para maternais e escolas primárias administradas pela mesma paróquia.

No entanto, existem dificuldades econômicas: “Para completar o projeto - explicam os salesianos - é necessário financiamento para a compra de janelas e portas e para a construção de pavimentos, pinturas, canalizações e obras de eletricidade.” Neste sentido, o apelo aos doadores e pessoas de boa vontade, para que contribuam generosamente com a obra.

Digno de nota que os salesianos estão em missão no país africano há pelo menos duas décadas, sempre ao lado dos jovens, especialmente ex-crianças-soldado, para contribuir para a sua reabilitação.

O centro da obra salesiana é o Centro “Dom Bosco Fambul”. Localizado em Freetown, o lugar se tornou, ao longo do tempo, uma das principais instituições de acolhimento de crianças a nível nacional, já que oferece alimentos, roupas, ajuda emergencial, habitação, oportunidades educacionais, aconselhamento de longo prazo e apoio à reunificação familiar.

O Centro também atende meninas que sofreram algum tipo de abuso ou que vivem em situação de prostituição, enquanto um programa de apoio educacional e psicossocial está sendo desenvolvido para as presidiárias do presídio de Pademba. Além disso, uma linha telefônica gratuita, ativa 24 horas por dia, oferece conselhos para crianças em dificuldade.

Vatican News Service - IP

11 janeiro 2021, 13:12