Busca

Vatican News
Toda a comunidade diocesana de Malaybalay está profundamente ferida e entristecida com a notícia Toda a comunidade diocesana de Malaybalay está profundamente ferida e entristecida com a notícia  (ANSA)

Filipinas: sacerdote católico de 42 anos é morto a tiros em Mindanao

O assassinato aconteceu nas proximidades do seminário do Colégio São João XXIII, onde o Pe. René Bayang Regalado foi abordado e morto por homens armados não identificados. Ele era conhecido como um "padre de montanha", pois muitas vezes visitava comunidades remotas, defendendo questões relacionadas à vida e às urgências dos agricultores e promovendo a agricultura orgânica e sustentável. A diocese local expressou profunda tristeza pelo ocorrido.

Gabriella Ceraso - Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

O crime aconteceu quando Pe. Rene Bayang Regalado, de apenas 42 anos e sacerdote desde 2007, estava retornando ao seminário na aldeia de Patpat, perto de Malaybalay, cidade da província de Bukidnon, na grande ilha de Mindanao, no sul das Filipinas. Numa estrada isolada, ele foi obrigado a parar o carro e foi morto por homens armados. A notícia foi divulgada pela agência católica de notícias Fides.

Foram os próprios padres do seminário do Colégio São João XXIII que chamaram a polícia, informando que tinham ouvido vários tiros de arma de fogo por volta das 19h30, no horário local, deste domingo (24). Os investigadores descreveram que o sacerdote tinha hematomas e um dos braços atados. A família do Pe. Regalado, originalmente da aldeia de Sinayawan, perto da cidade de Valencia, já solicitou uma autópsia. Mas tudo ainda está sendo investigado.

Em declaração, a diocese expressa que “toda a comunidade de Malaybalay, o clero, os consagrados e os fiéis leigos, especialmente a família Regalado na paróquia de São José em Sinayawan estão profundamente feridos e entristecidos com a notícia da passagem prematura para a vida eterna de um valente sacerdote", esperando que "os responsáveis sejam levados à justiça” e confiando o sacerdote “ao amor misericordioso de Deus".

A Igreja se despede de um "padre de montanha"

O Pe. Regalado também era conhecido como "Paring Bukidnon", um "padre de montanha", pois muitas vezes visitava comunidades remotas, defendendo questões relacionadas à vida e às urgências dos agricultores e promovendo a agricultura orgânica e sustentável através de um blog pessoal, onde abordava questões de caráter social. Segundo os investigadores de polícia, Pe. Regalado tinha recebido ameaças de morte antes de ser assassinado e o caso também está sendo investigado sob esse aspecto.

25 janeiro 2021, 14:21